A CPI Estadual do Narcotráfico adiou por tempo indeterminado, o depoimento do ex-secretário da Fazenda de Maringá Luis Antônio Paolicchi. Intimado no dia 4, ele seria submetido a uma acareação com o empresário Hissan Hussein, suspeito de envolvimento com o crime organizado, no dia 10, no Fórum de Maringá.
O ex-secretário teria comprado, segundo informações da CPI, um helicóptero de Hussein. ‘‘Temos outras informações que devem continuar sigilosas até ouvirmos seu depoimento’’, disse o presidente da comissão, deputado estadual Algaci Túlio (PTB).
Com o escândalo na Prefeitura de Maringá, envolvendo Paolicchi, há a suspeita de que ele esteja fora do País. Mesmo assim, a CPI pretende manter a convocação de Hussein, que deve ser ouvido na próxima semana, em Curitiba.
Instalada em 14 de abril, a CPI Estadual do Narcotráfico ouviu 82 depoimentos que resultaram em 366 denúncias, analisadas pela Promotoria de Investigações Criminais.