Londrina tem nove candidatos à prefeitura ao fim das convenções

O prazo se encerrou nesta quarta-feira (16) e terá um número expressivo de nomes egressos do Legislativo

Pedro Moraes - Grupo Folha
Pedro Moraes - Grupo Folha

O prazo para os partidos políticos organizarem suas convenções internas para decidir as chapas majoritárias e proporcionais se encerrou nesta quarta-feira (16) e Londrina tem nove candidatos para a sucessão de Marcelo Belinati (PP), que será candidato à reeleição. Apesar do prazo encerrado para os eventos internos das legendas, o período para a inscrição na Justiça Eleitoral será até o dia 26 deste mês. Com isso, algumas mudanças no panorama eleitoral ainda podem ocorrer. “Esse é um momento dos partidos, para que discutam internamente que decisão tomar, mas o prazo legal é mais extenso. Ainda é possível retificar as atas das convenções, como o partido pode decidir em não lançar candidatos”, explica o advogado Alexandre Melatti, coordenador da Comissão de Direito Eleitoral da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) em Londrina.

 

 

Londrina tem nove candidatos à prefeitura ao fim das convenções
Folha Arte
 

Londrina tem nove candidatos à prefeitura ao fim das convenções
Folha Arte
 

 



Nessa quarta-feira (16), o PSL lançou o deputado federal Filipe Barros como seu nome para disputa pela prefeitura. O ato ocorreu no comitê do partido no Centro da cidade. A campanha de Barros terá duas bandeiras centrais. “Acho que a cidade foi afetada com o desemprego antes mesmo da pandemia do coronavírus, que só piorou a situação. E acredito que temos também, em nosso município, uma falsa sensação de que tudo está bem. Os furtos e roubos só estão aumentando”, afirmou. Na noite de terça-feira (15), o MDB havia oficializado o delegado aposentado da Polícia Civil e professor de Direito Águila Misuta. O vice da chapa não foi definido ainda, mas deverá sair de um dos quatro partidos que vão compor a chapa: DC, PMN, PRTB e PMB.






Anteriormente, o Pros apresentou o deputado federal Boca Aberta para o Executivo. Ele terá seu filho, o deputado estadual Boca Aberta Junior, da mesma legenda, como candidato a vice. Já o PDT apostará no ex-prefeito Barbosa Neto – o nome do vice ainda não foi definido. O PT apontou o nome do advogado Carlos Roberto Scalassara e a historiadora Isabel Diniz, do mesmo partido, como candidata a vice-prefeita na chapa. O deputado estadual Tiago Amaral (PSB) será o candidato apoiado pelo PSD, do governador Ratinho Junior, a legenda deve indicar o vice. Amaral ainda terá o apoio do PSC e do Democratas. Já o Podemos apresentou o empresário Marcio Stamm – ex-chefe de gabinete do governo Alexandre Kireef – e o PC do B, o sociólogo Márcio André Sanches. Ambos não tiveram os candidatos a vice anunciados.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo