Justiça proíbe Collor
de concorrer em SP
O juiz Pedro Luiz Baccarat da Silva rejeitou ontem o pedido de transferência do domicílio eleitoral do ex-presidente Fernando Collor de Mellor de Maceió para São Paulo. A decisão, em primeira instância, impede a candidatura de Collor a prefeito de São Paulo.
Os advogados de defesa anunciaram que irão recorrer da sentença ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Collor precisa provar que vive em São Paulo desde junho de 99 para sair candidato. Na sentença, o juiz classificou como ‘‘farsa’’ os depoimentos e documentos apresentados pela defesa do ex-presidente. Por estas informações, Collor mora de forma permanente na cidade desde maio.