Curitiba O presidente da Assembléia Legislativa, Hermas Brandão (PSDB), deve ler hoje em plenário os requerimentos que pedem a instalação das cinco Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) que a casa pode colocar em funcionamento. Até o final da tarde de ontem, o único requerimento sobre a mesa de Brandão era o da CPI Sercomtel/Copel, para investigar a compra de ações da telefônica de Londrina em 1998 pela estatal de energia, a forma como o comércio de energia era gerido pela empresa e os possíveis prejuízos gerados com a criação de subsidiárias.
Brandão disse que, mesmo que os outros quatro requerimentos chegassem às suas mãos ainda ontem, o recebimento oficial pela mesa executiva só ocorreria hoje, porque a sessão de ontem foi dedicada à sabatina do interventor de Matinhos, José Maria Correia (leia na página 4). Todas as CPIs têm o mínimo de assinaturas necessárias (18 dos 54 parlamentares) para serem instaladas: Sercomtel/Copel, Jogos Mundiais da Natureza, Pedágio, Banestado e Paranacidade.
Esses temas referem-se à administração do ex-governador Jaime Lerner (PFL), adversário do governador Roberto Requião (PMDB). Na prática, as CPIs só devem começar a funcionar após o feriado de Carnaval (4 de março). Depois de acolhidas pela mesa, Brandão abre prazo de alguns dias, ainda não definido, para que os partidos indiquem os membros das comissões.