INFORME FOLHA - Dallagnol em Londrina


Equipe FOLHA
Equipe FOLHA

Dallagnol em Londrina

O procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, será o principal nome da VI Semana Jurídica da Unopar. Na terça-feira (19), a partir das 19h, no Teatro Mãe de Deus, ele ministra palestra com o tema “A Luta contra a Corrupção”. O evento, que será realizado entre segunda-feira (18) e quarta-feira (20), contará com a presença de outros palestrantes do setor, e tem como objetivo discutir os desafios e as tendências da profissão com a comunidade acadêmica. As vagas são limitadas. Para maiores informações sobre a programação completa ou se inscrever para uma das palestras, os interessados devem procurar pessoalmente a coordenação do curso de Direito, em horário comercial, na Unopar Catuaí.


Anti-corrupção

Em um encontro no Ministério da Justiça, na manhã dessa terça-feira (1), o ministro Sergio Moro tratou da estruturação das delegacias de combate à corrupção no Paraná. Entre os presentes estava o deputado federal Filipe Barros (PSL), que destinou uma emenda impositiva no valor de R$ 1,5 milhão que serão investidos em cinco núcleos dessa iniciativa no Estado, localizados nas cidades de Londrina, Curitiba, Maringá, Cascavel e Foz do Iguaçu. “Nesse momento em que o País assiste, indignado, à soltura de políticos condenados, apoiar as delegacias de combate à corrupção é tarefa ainda mais urgente”, disse Barros. Ainda participaram do encontro os delegados Alan Flore e Leandro Farnese Teixeira, ambos da Polícia Civil do Paraná, e Luiz Rodrigo Grochocki, diretor da Polícia Científica no Estado.




Maringá restringe os fogos de artifício

A exemplo do que já fez Londrina, a cidade de Maringá também está irá proibir a utilização de fogos de artifício em eventos públicos. A Câmara Municipal aprovou em primeira discussão nessa terça-feira (12) projeto de lei de autoria dos vereadores Flávio Mantovani (Cidadania) e Alex Chaves (MDB), que proíbe a queima, soltura e manuseio de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos em eventos promovidos pela Administração Municipal. O projeto original previa proibição de fogos compreendendo recintos fechados e ambientes abertos, bem como as áreas públicas e locais privados. Com a emenda substitutiva assinada pelo próprio Mantovani, a proibição se restringe a eventos realizados pelo Poder Público no município de Maringá.


Londrina abre Semana da Justiça Restaurativa 

Constituída no calendário oficial de Londrina, por meio da lei municipal 12.624/2017, foi aberta nesta terça-feira (12) a 2ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa na Câmara Municipal. A juíza Cláudia Catafesta, titular da 2ª Vara da Criança e da Juventude, explica que a Justiça Restaurativa é uma metodologia aplicada para que a escola e as famílias resolvam seus conflitos, sem a necessidade de judicializar os casos. “É um método auto-compositivo, precisamos buscar soluções que não sejam só punitivas, mas que tenham significado para as pessoas.” contou sobre o método existente desde 2005 no judiciário do Brasil. 


Secretaria de Educação atua na resolução de conflitos 

A secretária municipal de educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes informou que atualmente existem na rede de escolar de Londrina quatro professores mediadores e para 2020 serão 10 profissionais preparados para atuar na resolução de conflitos. “Nesta semana vamos iniciar um programa chamado círculo do diálogo com as crianças. E também preparar os professores para identificar e pacificar as situações. Precisamos preparar gerações mais tolerantes.” 


Continue lendo


Últimas notícias