Agência Estado
De Brasília
Os municípios do Paraná, reduto político do ministro dos Esportes e do Turismo, Rafael Greca, foram beneficiados na celebração de convênios do Instituto Nacional de Desenvolvimento do Desporto (Indesp) com prefeituras. De acordo com um levantamento elaborado pelo próprio Indesp, até o dia 27 de dezembro haviam sido celebrados convênios e empenhados recursos para 44 cidades paranaenses.
Com mais municípios que o Paraná, Minas Gerais teve 38 convênios celebrados com prefeituras. Em São Paulo, o número de cidades com verbas empenhadas é de 30. Ainda que a liberação dos recursos de convênios celebrados este ano com prefeituras tenha sido mínima, mais uma vez o Paraná teve atendimento superior: até 27 de dezembro, cinco cidades já tinham recebido os recursos: Barracão, Foz do Iguaçu, Guaíra, Iporá e Toledo. O maior valor foi destinado para Guaíra, para a organização dos Jogos Indígenas, que teve sede nesta cidade: R$ 307,9 mil. Com a responsabilidade de canalizar um grande número de emendas de parlamentares, o Indesp está recebendo críticas também pelo modo como conduz a análise das emendas. Autora de três emendas beneficiando municípios gaúchos, a deputada Esther Grossi (PT-RS) diz ter ouvido de técnicos do Indesp que qualquer liberação de recursos só poderia ser examinada com um pedido por escrito do líder da bancada, José Genoino.
‘‘Achei isto um absurdo, cheguei a conversar sobre o assunto com o secretário geral da presidência, Aloysio Nunes Ferreira Filho, mas o dinheiro ainda não saiu’’, disse a deputada.
Procurado pela reportagem, o presidente do Indesp, Augusto Viveiros, estava em trânsito entre Natal e Brasília e não pôde ser localizado pelo telefone celular.