O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) espera uma apuração mais ágil no segundo turno. As três cidades paranaenses (Curitiba, Londrina e Maringá) onde vai haver eleição para prefeito no próximo domingo, dia 29, vão receber urnas eletrônicas modelo 2000. Em comparação com as versões 1996 e 1998, que também foram usadas em 1º de outubro nestes municípios, os atuais equipamentos têm uma capacidade 100% superior para processar os votos.
A distribuição das urnas vai ser feita pelos Correios no sábado. Em Curitiba, o trabalho para lacrar as 2.557 máquinas começou ontem e deve encerrar hoje. Nos outros municípios, o restante vai ser encaixotado amanhã. Londrina terá 834 urnas, enquanto Maringá 553. A reserva de contingência também contará com equipamentos fabricados este ano. Na capital foram reservadas 300 unidades, Londrina terá 100 e Maringá outras 70.
Segundo a assessoria de imprensa do TRE, a decisão de usar apenas urnas modelo 2000 foi influenciada pelo desempenho que elas tiveram no primeiro turno. Foram as únicas que não apresentaram problemas técnicos tanto na hora da votação, como da apuração. Os municípios vizinhos a Curitiba, Londrina e Maringá ‘‘emprestaram’’ as máquinas, que devem ser devolvidas para as comarcas de origem assim que o processo eleitoral for encerrado.
Como ocorreu no primeiro turno, os mesários deverão estar nas seções eleitorais pelo menos uma hora antes do início da votação. Eles devem providenciar a impressão da zerésima, o documento emitido pela urna eletrônica para comprovar que sua memória não contém dados de nenhum candidato. O horário da votação não vai sofrer alterações. As seções abrem às 8 horas de domingo e fecham às 17 horas do mesmo dia para iniciar a contagem dos votos.
Como o eleitor só deve digitar dois números para escolher o prefeito, o TRE prevê que o tempo médio de cada voto deve cair de 30 segundos para 10 segundos. Apesar de esperar um pleito mais rápido, a assessoria do TRE não arrisca o tempo que vai ser necessário para que os três municípios conheçam seus novos prefeitos. Na próxima sexta-feira, termina o horário eleitoral gratuito. A Lei Seca passa a vigorar a partir da virada de sábado para domingo e só acaba 24 horas depois.