Agência Estado
De Salvador
O ex-senador Jutahy Magalhães, de 70 anos, morreu ontem em Salvador (BA), por complicações hepáticas. O corpo foi sepultado ontem. Dezenas de políticos, principalmente da oposição, acompanharam a cerimônia e solidarizaram-se com o deputado federal e ex-ministro Jutahy Júnior (PSDB-BA), filho de Magalhães. Carioca, trazido para a Bahia com 1 ano de idade pelo pai, Juracy Magalhães, interventor do Estado em 1930, Jutahy foi, durante anos, o principal representante do ‘‘juracisismo’’, uma das oligarquias políticas mais poderosas do Estado. Como herdeiro político do pai (que, aos 94 anos, aposentado, vive em Salvador), iniciou a carreira como vereador na Ilha de Itaparica em 1958, pela UDN. Posteriormente, foi deputado estadual e vice-governador, em 1966. Em 1978, chegou ao Senado, de onde só saiu em 1994, quando abandonou a carreira parlamentar. Jutahy não era parente de ACM, com quem sustentou grande inimizade.