Entidades realizam novo protesto em Londrina Da Redação O Movimento pela Moralização na Administração Pública de Londrina promove mais um ato público hoje, a partir das 9 horas. Os participantes do movimento, formado por dezenas de entidades que protestam contra as irregularidades na prefeitura, resolveram que a partir de hoje vão adotar a cor vermelha como símbolo. A sugestão é que o vermelho seja usado nas roupas, tarjas e tecidos colocados nas janelas das casas, apartamentos, fachadas de empresas e nos carros. A exemplo das manifestações anteriores, a concentração acontece na Concha Acústica. Em seguida, os participantes vão se dirigir até o Calçadão. O ato público é aberto a todas as pessoas que querem o fim da corrupção na administração pública municipal. Amanhã, os integrantes do movimento vão realizar uma reunião no Conjunto José Giordano (zona norte). A data e o local serão definidos hoje. Este será o primeiro de uma série de encontros que os participantes do movimento pretendem realizar nos bairros. O objetivo é atender a uma reivindicação dos moradores de locais distantes da área central que querem se engajar ao movimento, mas não podem participar das reuniões que ocorrem na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), na Rua João Cândido. O Movimento pela Moralização foi formado no ano passado para protestar contra a corrupção e também dar apoio ao Ministério Público, que investiga as irregularidades. A proposta dos integrantes do movimento é de realizar atos públicos todos os sábados.