Em vistoria no Terminal Central, vereadores encontram ônibus cheios


Guilherme Marconi - Grupo Folha
Guilherme Marconi - Grupo Folha

 

Em vistoria no Terminal Central, vereadores encontram ônibus cheios
Devanir Parra/Divulgação/CML
 

Três vereadores da Comissão Especial dos Transportes Públicos da Câmara de Londrina fizeram vistoria surpresa no Terminal Central na manhã desta terça-feira (14). O horário foi escolhido pelo grande fluxo de passageiros e de ônibus. No pente fino, os parlamentares ouviram usuários que relataram problemas principalmente em linhas que receberam os passageiros de outros itinerários encerrados durante a pandemia. 


Segundo a vereadora Mara Boca Aberta (Pros), presidente da comissão, os parlamentares encontraram deficiências na higienização dos coletivos, que é uma das medidas para evitar a propagação da Covid-19. "O que nós constatamos, inclusive verificamos com os fiscais da CMTU [Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização], é que o fluxo aumentou e a quantidade de ônibus não obedeceu ao mesmo critério. Não está sendo feita a higienização dentro dos ônibus. Nós constatamos que alguns suportes não tinham álcool em gel. Existem duas pessoas para fazer a higienização dos ônibus, mas não dão conta. São duas pessoas da empresa Londrisul. Da Grande Londrina, não existe ninguém", afirmou.


Durante a vistoria, os vereadores não encontraram rede de internet wi-fi no terminal e nos ônibus. O item está previsto no contrato firmado entre o município de Londrina e as concessionárias de transporte coletivo. Os parlamentares também ouviram reclamações dos usuários em relação à segurança nos terminais.    


Diante do que foi constatado, os parlamentares pretendem se reunir, ainda nesta semana, com representantes da CMTU e das concessionárias para solicitar providências. Os itens avaliados nesta visita também devem constar no relatório final da comissão, que tem prazo de conclusão até o início de dezembro, podendo ser prorrogado por 90 dias. Também participaram da vistoria os vereadores Beto Cambará (Podemos) e Roberto Fú (PDT), ambos membros da comissão.


Os vereadores se concentram ainda em analisar o contrato de prestação de serviço do transporte público, enviado pela CMTU. Os parlamentares aguardam o envio dos anexos do contrato, em que deve estar detalhado, por exemplo, o plano de implantação de wi-fi nos terminais e ônibus. Os vereadores questionam ainda a segurança nos terminais, outra obrigação das empresas de transporte.

 

Em vistoria no Terminal Central, vereadores encontram ônibus cheios
Devanir Parra/Divulgação/CML
 


No dia 20 de agosto, os parlamentares vistoriaram os terminais de transporte coletivo do Shopping Catuaí, do Jardim Acapulco e do Distrito de Irerê, todos na zona sul. A Comissão Especial dos Transportes Públicos foi criada no dia 8 de junho deste ano e tem como objetivo analisar e fiscalizar o cumprimento dos contratos de prestação do serviço de transporte público em Londrina. 


De acordo com o Regimento Interno da Câmara de Londrina, as comissões especiais têm 180 dias contados da criação para apresentação do relatório final, prazo que pode ser prorrogado por 90 dias, se necessário.


OUTRO LADO 

Sobre a diminuição das linhas, a CMTU informou que a linha 314 (Jardim Olímpico) irá operar com nova tabela horária a partir desta quinta-feira (15), com o objetivo de aumentar o número de viagens. Ainda segundo a companhia,. a linha 213 (Estação Catuaí) recebeu, desde segunda-feira (13), o apoio da linha 907 (Terminal Acapulco/Gleba Palhano), que com apenas um dia de operação já teve crescimento de cerca de 50% de passagens.  "Ao longo desta semana, haverá uma migração ainda maior de passageiros da linha 213 para linha 907, descentralizando a demanda." 


Sobre o suposto descumprimento das regras sanitárias, a Companhia destacou "a importância dos usuários aguardarem o embarque nos coletivos em fila, buscando evitar aglomerações. A CMTU reforça o pedido para que os usuários a informem, por meio dos canais de atendimento, sobre sugestões e reclamações do serviço." A diretoria não respondeu sobre a falha na rede de Internet gratuita.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo