|
  • Bitcoin 142.573
  • Dólar 4,8152
  • Euro 5,1480
Londrina

Política

m de leitura Atualizado em 30/03/2022, 17:59

Em Brasília, vereadora de Londrina participa de ato em apoio a Daniel Silveira

Jessicão (PP) afirmou que viajou a trabalho, mas que não poderia deixar de apoiar parlamentar bolsonarista

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 30 de março de 2022

Rafael Machado - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A decisão do deputado Daniel Silveira (União Brasil-RJ) em ficar na Câmara Federal para não colocar tornozeleira eletrônica, como determinou o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), foi apoiada por parlamentares bolsonaristas. Entre eles estava a vereadora Jessicão (PP), que é de Londrina. 

Imagem ilustrativa da imagem Em Brasília, vereadora de Londrina participa de ato em apoio a Daniel Silveira Imagem ilustrativa da imagem Em Brasília, vereadora de Londrina participa de ato em apoio a Daniel Silveira
|  Foto: Reprodução Instagram
 

Na noite da última terça-feira (29), ela postou um vídeo nas redes sociais comentando da participação do ato em apoio a Silveira. "Não é só sobre Daniel Silveira, é sobre liberdade. Hoje é esse deputado. Amanhã pode ser você. O que estão fazendo é inconstitucional", afirmou em clara referência à determinação de Moraes. 

A pedido da PGR (Procuradoria-Geral da República), o ministro ordenou que o parlamentar voltasse a usar a tornozeleira depois de descumprir medidas restritivas, como não usar as redes sociais e manter contato com outros investigados. 

Silveira discursou em plenário e afirmou que vai morar no gabinete, demonstrando que não iria cumprir a ordem judicial. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), citou em nota que o Legislativo "é inviolável" e cobrou agilidade do STF para julgar as acusações contra o bolsonarista. 

Pressionado, o ministro Luiz Fux, que preside o Supremo, marcou o julgamento para o dia 20 de abril. 

POR ACASO

Em entrevista à FOLHA, Jessicão esclareceu que não viajou para a capital federal somente para apoiar Silveira. "Estou em Brasília desde o final de semana. Participei do evento do PL, partido do presidente Bolsonaro ,no sábado (26), e cumpri agendas em diversas secretarias. Vim aqui a trabalho, mas a situação envolvendo o Daniel aconteceu de repente e eu não podia me acovardar", salientou. 

A vereadora apresentou fotos à reportagem em visitas na Secretaria Nacional da Juventude, na Fundação Palmares, Secretaria Especial de Cultura e a Casa Civil. "Estou tentando trazer pra Londrina programas de capacitação dos jovens de baixa renda e de valorização da família". 

A pepista garantiu que a viagem não foi custeada com recursos públicos. "Parcelei as passagens de ônibus e o hotel em seis vezes. Estou pagando também a alimentação sem usar dinheiro da Câmara", finalizou. 

AUTORIZAÇÃO 

Em nota, a assessoria de imprensa da Câmara Municipal informou que "a participação remota da vereadora Jessicão na sessão desta terça foi autorizada pela Presidência da Câmara, pois ela justificou que estaria em viagem para fins legislativos, conforme ato regulamentado pela Mesa Executiva". 

De acordo com o Regimento Interno do órgão, cada vereadora tem cinco dias úteis após a data de retorno para apresentar relatório da viagem. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.