|
  • Bitcoin 103.629
  • Dólar 5,3359
  • Euro 5,5329
Londrina

POLÍTICA

m de leitura Atualizado em 03/03/2022, 18:52

Diego Garcia troca Podemos pelo Republicanos

Deputado era o único paranaense na Câmara filiado ao partido de Sergio Moro

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 03 de março de 2022

Guilherme Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem Diego Garcia troca Podemos pelo Republicanos Imagem ilustrativa da imagem Diego Garcia troca Podemos pelo Republicanos
|  Foto: Câmara dos Deputados
 

No mesmo dia em que o Podemos realizou um evento em Londrina para divulgar seu presidenciável, o ex-juiz federal Sergio Moro, o deputado federal Diego Garcia (PODE) anunciou oficialmente sua filiação ao Republicanos nesta quinta-feira (3) em outro evento partidário, na região da Gleba Palhano (zona sul). O parlamentar deixou o Podemos no primeiro dia da chamada janela partidária, que é o período de 30 dias em que os parlamentares que concorrem à reeleição podem migrar de partido sem sofrer consequências por infidelidade. Garcia era o único parlamentar da bancada paranaense na Câmara de Deputados do Podemos. Por outro lado, a legenda  tem três senadores: Alvaro Dias, Flavio Arns e Oriovisto Guimarães. 

Diego Garcia afirma que justamente a entrada do ex-juiz na disputa à presidência foi o principal motivo que o fez deixar o partido.  O deputado se diz fie ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e às pautas conservadoras e por isso viu que o Republicanos seria uma agremiação que mais se aproxima dos seus ideais políticos. "Eu fui oposição à Dilma, oposição ao Temer e desde o primeiro ano do atual governo eu apoio o presidente Jair Bolsonaro. A entrada de Moro no partido inviabilizou minha permanência." O novo partido, o Republicanos, é do bloco denominado "centrão" e liderado nacionalmente pelo pastor licenciado da Igreja Universal, o deputado Marcos Pereira.   

Natural de Bandeirantes (Norte Pioneiro), Diego Garcia é integrante da Renovação Carismática Cristã, movimento da Igreja Católica, e reside em Londrina. Está no segundo mandato na Câmara, onde entrou em 2014 pelo PHS até mudar para o Podemos em 2018. "Me dou muito bem com os membros do Republicanos porque é um partido que defende pautas conservadores. Estou sendo bem acolhido e acho que fiz a melhor escolha e estou indo para um partido que estará na base de Bolsonaro para reeleição. Estou motivado para essa nova experiência." 

JANELA PARTIDÁRIA

Nesta quinta-feira, o deputado estadual Marcio Pacheco também aproveitou a janela para deixar o PDT (Partido Democrático Trabalhista) para integrar o Republicanos. Apesar de ter sido eleito para a Assembleia Legislativa por um partido à esquerda e liderado pelo presidenciável Ciro Gomes, Pacheco é também do grupo bolsonarista na Casa. 

Policial Federal de carreira, o parlamentar ingressou na política em 2012, sendo eleito vereador em Cascavel (Oeste). Em 2013, tomou posse e tornou-se presidente da Câmara de Vereadores. Em 2014, elegeu-se deputado estadual, sendo reeleito em 2018.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.