Covas faz périplo em igrejas, e Boulos visita extremo da zona leste de SP


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O candidato do PSDB na corrida eleitoral paulistana, Bruno Covas, visitou templos de diferentes igrejas evangélicas neste domingo (22), buscando manter a liderança entre os fiéis indicada nas pesquisas do Datafolha.

O tucano participou de atividades e orações das igrejas Assembleia de Deus Belém, Assembleia de Deus Madureira e Mundial do Poder de Deus.



Indagado se o apoio de evangélicos tinha ligação com medidas favoráveis às igrejas adotadas pela prefeitura, Covas negou existir uma relação de troca, em especial quanto à aprovação da lei de anistia a imóveis irregulares ocorrida em sua gestão.

"Não há nenhum tipo de compra de apoio. A lei de anistia de edificações regularizou mais de 200 mil imóveis na cidade de São Paulo, templos e não templos, locais de comércio, residências, beneficiou a todos de forma igual. Portanto, não é nenhuma ação específica para essa ou aquela igreja", disse.

Guilherme Boulos, candidato do PSOL, dedicou o domingo de campanha a uma carreata que passou por bairros do extremo leste da capital, como Itaim Paulista, Ermelino Matarazzo e São Miguel Paulista.

O candidato foi questionado sobre se não havia contradição pelo fato de ele ter um discurso de combate à corrupção e, ao mesmo tempo, ser crítico da Operação Lava Jato, conforme reportagem do jornal Folha de S.Paulo deste domingo.



"Sempre defendi o combate à corrupção, doa a quem doer. O que não posso defender é um combate à corrupção partidarizado, seletivo, politizado. E isso aconteceu no Brasil. Se acontecer de novo, vou questionar do mesmo jeito", respondeu Boulos, fazendo referência à Lava Jato.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo