|
  • Bitcoin 144.088
  • Dólar 4,8196
  • Euro 5,1565
Londrina

Política

m de leitura Atualizado em 25/03/2022, 20:14

Com novas filiações, bancada do PSD na AL chega a 12 deputados

Deputados do PSB migram para partido de Ratinho Jr. e evitam coligação que apoiará Requião ao governo

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 25 de março de 2022

Francielly Azevedo - Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O governador Ratinho Junior consolidou o PSD como o partido com a maior força política do Paraná ao filiar mais seis deputados estaduais à sigla, durante evento realizado na sexta-feira (25) em Curitiba.  Entram na legenda o presidente da Assembleia Legislativa, ex-tucano Ademar Traiano, e toda a bancada do PSB na Casa, composta por Alexandre Curi, Artagão Junior, Jonas Guimarães, Luiz Cláudio Romanelli e Tiago Amaral. Neste sábado (26), está marcada ainda a filiação do deputado Paulo Litro, que está deixando o PSDB. Na última semana, Gugu Bueno (ex-PL), já havia entrado no partido.

Imagem ilustrativa da imagem Com novas filiações, bancada do PSD na AL chega a 12 deputados Imagem ilustrativa da imagem Com novas filiações, bancada do PSD na AL chega a 12 deputados
|  Foto: Jonathan Campos/Divulgação
 

“Esse é um dia muito importante para o nosso partido, para o PSD, tanto aqui no Estado como nacionalmente. O PSD já tem uma bancada importante na Assembleia Legislativa, já tem uma bancada federal muito atuante em Brasília, e a vinda dos deputados que estão aqui hoje, que são lideranças importantes e consolidadas há muito tempo”, disse Ratinho Junior.  

Com as filiações, a bancada do PSD no Legislativo estadual salta de quatro para 12 parlamentares. Os novos filiados se juntam aos deputados Cobra Repórter, Francisco Buhrer, Hussein Bakri e Mauro Moraes.  

O governador, que colocará seu nome à reeleição, aposta no reforço político para barrar qualquer investida de adversários. Por enquanto, ele tem quatro concorrentes como pré-candidatos: o ex-governador Roberto Requião (PT), o ex-deputado Cesar Silvestri (PSDB) e o deputado federal Filipe Barros (União Brasil).   

“Toda eleição tem que ser trabalhada de forma constante. Claro que esse reforço político é muito importante, é uma demonstração de que estamos no caminho certo. Mas temos que trabalhar no dia a dia, temos um prazo de cinco meses até as eleições, ainda temos muito a apresentar para sociedade”, ressaltou.  

Já haviam assinado a ficha de filiação ao PSD as deputadas federais Luisa Canziani (ex-PTB) e Leandre Dal Ponte (ex-PV) e o deputado federal Luiz Nishimori (ex-PL).