‘‘FHC renunciou e entregou o cargo ao FMI. Falta só se mudar do Planalto’’
(Do senador Roberto Requião, para quem FHC renunciou à defesa do interesse nacional)

Chantagem dá Cade
O novo presidente da Esso, o brasileiro Ricardo Gehrke, mal assumiu e já deve enfrentar a fúria anticartel do Cade, o conselho de direito econômico do Ministério da Justiça. Ele não sabe, mas a representação da Esso no DF está chantageando concessionários de postos a assinarem contratos de gaveta que lhes esfolam os bolsos. Suspeita-se que o objetivo é quebrar o negócio e repassar as concessões a amigos. A vítima mais recente, Paulo Sérgio Vieira Lima, concessionário em Brasília, decidiu agir porque se agravaram as retaliações depois que ele denunciou o abuso, em carta à direção da Esso. Vai ao Cade, à polícia, à Justiça, à ANP, enfim, todos que o ajudem a enfrentar as garras do tigre.

O amor é lindo
Uma das maiores estrelas da política nacional está em lua-de-mel com o Judiciário. Literalmente. A diferença não parece ser empecilho. Ela tem só 31 anos e é filha de um desembargador. Os hóspedes de um resort à beira-mar são testemunhas de toda a ternura do velho líder.

Machado na mira
Os tucanos cariocas estão indóceis com os poderes acumulados pelo eficiente jornalista Alexandre Machado. Além de chefiar a comunicação da Petrobrás, administrando sua milionária verba publicitária, ele preside o conselho de administração da TV Educativa, a TVE. ‘‘São muitos cargos, no Rio, para um paulista só’’, alfineta um deputado-empresário que tenta puxar o tapete de Machado.

PT empreguista
O governador petista do Acre, Jorge Viana, quase teve um enfarte com a nomeação da socióloga e ex-deputada Regina Lino para chefiar o Incra no seu Estado. Chegou a pressionar amigos em Brasília, mas foi inútil. O PT se vinga espalhando que Regina é despreparada, ignorando que sua especialização é Sociologia Rural. Nem se lembram da profissão do presidente da Emater do governo de Viana. Ele é historiador.

Conde Drácula
O prefeito do Rio não tem apenas fome de comida. Além de sugar o bolso dos cariocas com o IPTU enlouquecido que deverão pagar, o aumento do ISS para os autônomos está revoltando a categoria. Com o aumento de 100% aprovado pelos vereadores, o imposto passa de 25 Ufir (R$ 26,06) para 50 Ufir (R$ 53,02). A seccional Rio da OAB estuda medidas judiciais contra o aumento que só favorece a sonegação fiscal, devido ao empobrecimento generalizado da classe média.

Espelho meu
Com saudades de flashes e spots, sua especialidade, o deputado José Genoino (PT-SP) mostrou nesta quinta o artigo que o senador Fernando Henrique Cardoso escreveu para a ‘‘Folha de S. Paulo’’, em junho de 90, criticando asperamente o uso abusivo de medidas provisórias. Genoino não contou, mas obteve a cópia do artigo no site www.claudiohumberto.com.br, seção Dossiê, onde o documento se encontra desde 2 de dezembro, quando esta coluna o redescobriu.

Aí tem Coelho
Dois grandes escritórios de advocacia de São Paulo encontraram uma maneira original de pressionar grandes empresas, alvos de ações de cobrança. Através de integrantes da editoria de economia de um tradicionalíssimo jornalão, trazem a público mazelas contábeis e administrativas, auxiliando o recebimento das dívidas, sempre gordas e prontamente pagas. Tudo, é claro, por amor ao ofício.

Ela, a malvada
Servidores federais cruzaram com a ex-ministra Cláudia Costin em Caxambu (MG), no final do ano. Foi vista no Hotel Glória, de luxo, como é próprio de ex-funcionário federal cujos vencimentos ela mesma ajudou a congelar há cinco anos. Sempre que era reconhecida no lobby do hotel, Costin se escondia por trás de um jornal. Os servidores suspeitam que ela e seu pé-gelado levaram o mau tempo ao sul de Minas.

Para a galera
FHC (com o governador Anthony Garotinho de papagaio de pirata) visitou a região inundada pela chuva, no Rio, jogando para a galera. E, solene, ainda prometeu R$ 5 milhões de ‘‘ajuda emergencial’’. Os prefeitos ridicularizaram a mixaria, absolutamente insuficiente, e o governo aumentou a verba para R$ 7,5 milhões. Não é nada não é nada, não é nada mesmo.

Para os amigos
Por sua vez, o governador Mário Covas também está bufando, porque até agora não viu a cor dos R$ 2,7 milhões que seu amigo FHC prometeu para amenizar os transtornos da chuva no Vale da Ribeira. Um telefonema teria avisado que o dinheiro estava a caminho mas parece que a linha fez água.

E para os jornalistas
A jornalista Sheila Chagas está pedindo na justiça uma indenização de R$ 100 mil por danos morais, depois de ser agredida junto ao fotógrafo Fernando Bizzera Júnior, do JB, no réveillon dos trapalhões no forte de Copacabana. Porém, mais que a indenização, prevista na Constituição, o que mais Sheila deseja é um pedido formal de desculpas de FHC, que durante e depois do espancamento sequer abriu a boca para se solidarizar com ela. Talvez porque Sheila seja free lance.

Pensando bem...
...com a liberação do filme ‘‘Dogma’’, escapamos finalmente de estar no ano 2000 apenas na folhinha.

Último tango
A grande pergunta na Argentina hoje é: ‘‘Quem fornece cocaína para Maradona?’’ Esse filme a gente já viu quando todo mundo no Brasil perguntava ‘‘quem fornecia cocaína a Michel Frank?’’

O PODER SEM PUDOR

Homenageado exigente
Juarez Távora era homenageado em Jaguaribe (CE), sua terra natal.
Ao subir no palanque, ele notou que o orador encarregado de saudá-lo, na solenidade, já se colocara diante do microfone. O homem ajeitou os óculos e retirou do bolso um calhamaço de papéis. Era o discurso. Longo, pelo visto.
O general Távora deu um salto em direção ao orador e, num golpe certeiro, arrancou-lhe os papéis de suas mãos, desafiando-o:
- Quero ver é você falar de improviso...