Cidadania anuncia que ficará neutro nas eleições a prefeito de Londrina

Antigo PPS, legenda concorreu nas eleições de 2016 e ficou em terceiro na disputa municipal

Rafael Machado e Guilherme Marconi
Rafael Machado e Guilherme Marconi

Um partido com tradição em Londrina e que tem como a principal liderança o deputado estadual Tercílio Turini, o Cidadania (antigo PPS) realizou convenção partidária no último final de semana e decidiu não lançar candidato a prefeito e tampouco irá apoiar outro partido na eleição majoritária para a chefia do Executivo municipal. A opção pela neutralidade é surpresa neste ano, já que em 2016 a legenda lançou candidatura própria a prefeito, com o advogado e professor universitário André Trindade, que terminou a disputa em terceiro lugar, com 17.452 votos, representando 6,06% dos votos válidos.

Cidadania anuncia que ficará neutro nas eleições a prefeito de Londrina
Dálie Felberg/Alep
 



O deputado, que é coordenador regional do partido, admitiu que houve interesse de outros partidos que irão lançar candidatos a prefeito, mas o Cidadania decidiu ficar neutro na disputa majoritária para evitar divisão nessas eleições municipais. "Existiam várias tendências dentro do partido. Alguns queriam apoiar um, outros outro candidato. Tinha gente que preferiu ficar livre. Então para não criar nenhuma ruptura ou clima ruim neste momento, no primeiro turno, vamos ficar neutros até ter nome de consenso na majoritária." Ainda segundo Turini, ficou decidido que candidatos a vereador pelo Cidadania não estarão liberados a pedir voto para candidatos a prefeito. 


FOCO NA CÂMARA

Turini afirmou que o foco do partido será na chapa que disputa vagas para a Câmara Municipal. "Essa eleição é diferente para vereadores, já que não teremos coligação na proporcional. Nós teremos uma chapa com mais de 20 candidatos, entre homens e mulheres, e o nosso objetivo é eleger um ou dois vereadores". O antigo PPS elegeu em 2016 a vereadora Daniele Ziober, entretanto ela foi expulsa do partido em 2018 após ter votado favoravelmente à revisão da planta genérica de valores que resultou no aumento do IPTU, e entrou no PP (Progressista), legenda do atual prefeito, Marcelo Belinati. 


O Cidadania não tem no momento cadeira na Câmara Municipal de Londrina. Já na Assembleia Legislativa do Paraná faz parte da base de apoio do governo Ratinho Junior (PSD). Por sua vez, o partido do chefe do Executivo estadual deverá apoiar, segundo sondagem da FOLHA, o deputado estadual Tiago Amaral (PSB), pré-candidato a prefeito de Londrina. O PSD, presidido pelo vereador Felipe Prochet, faz convenção municipal na sexta-feira (12). Por enquanto, apenas dois partidos oficializaram candidatura à prefeitura de Londrina: o Pros, que lançou o deputado federal Boca Aberta, e o PDT, que terá como candidato o ex-prefeito Barbosa Neto. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo