O empresário Antonio Pedro Mayer (PRP), candidato derrotado a prefeito de Santa Tereza do Oeste (24 quilômetros a oeste de Cascavel), formalizou pedido de anulação das eleições junto à Justiça Eleitoral. Ele afirma que seus eleitores acionavam as teclas na urna eletrônica, mas o painel exibia um número diferente do seu (o 44). O juiz Paulo Roberto Hapner, da Comarca de Cascavel, responsável pela zona eleitoral de Santa Tereza do Oeste, afirma que ‘‘só mesmo um mágico, para fazer mudar o número’’, porque as urnas foram devidamente conferidas e lacradas.
Mayer disse que vai apresentar à Justiça ‘‘novos indícios de provas’’. Segundo o candidato derrotado, aproximadamente 100 pessoas relataram que a troca de números ocorreu e que quando reclamavam para mesários, ‘‘estes lhes diziam que estava tudo certo e era só apertar o confirma.’’
Na apuração, Mayer obteve 1.163 votos, contra 1.802 do eleito, o ex-prefeito Francisco Menim. O empresário garante que ‘‘votos que os eleitores queriam confirmar para o 44 acabaram sendo registrados para o 12’’ – o número de Menim.
Mayer e o presidente do PMDB local, Marcos Espínola, dizem não ter ‘‘provas materiais’’ das irregularidades, mas salientam que eleitores que as atestaram firmaram depoimentos em cartório.