Campo Mourão - A prefeitura de Campo Mourão encerrou 2002 com um superávit de R$ 1,2 milhão. Foram arrecadados no período R$ 49,48 milhões - 98% do previsto em orçamento - e gastos R$ 48,27 milhões. Os números foram divulgados ontem de manhã em uma audiência pública realizada na Câmara de Vereadores.
''Houve uma inversão e conseguimos o superávit'', comemorou o secretário municipal de Fazenda e Administração, Carlos Alberto Lopes Pequito.
Segundo o relatório de gestão fiscal apresentado ontem, a prefeitura arrecadou R$ 11,8 milhões em tributos próprios. Isso signfica 35,66% de todos os tributos recebidos. De IPTU foram arrecadados R$ 4,4 milhões e de ISS R$ 2,1 milhões. O município também recebeu R$ 1,8 milhão de dívida ativa e R$ 1 milhão de iluminação pública.
A maior fatia de recursos, no entanto, veio de tributos e repasses do Estado e da União. Campo Mourão arrecadou R$ 8,2 milhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), R$ 7,2 milhões de ICMS e R$ 3,5 milhões de complemento do Fundef. Já o IPVA rendeu R$ 1,5 milhão e os convênios totalizaram R$ 12,6 milhões (86,84% com a União).
De acordo com o relatório, Campo Mourão tem uma dívida consolidada de R$ 16,3 milhões, considerada pequena perto dos limites legais de R$ 54,6 milhões. ''Temos uma folga extraordinária'', disse Pequito.