Belinati tem aprovação de 74% no enfrentamento da pandemia, aponta pesquisa

Segundo Instituto Multicultural, Ratinho Jr. tem índice positivo de 61,5%; Bolsonaro é reprovado na gestão pandêmica por 50%

Guilherme Marconi - Grupo Folha
Guilherme Marconi - Grupo Folha

 

.
. | Gustavo Carneiro - Grupo Folha
 


A mais recente pesquisa do Instituto Multicultural, em parceria com a FOLHA e a Rádio Paiquerê FM 91,7, aponta que 74,5% dos londrinenses aprovam as ações tomadas pelo prefeito Marcelo Belinati (PP) no enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus. O levantamento publicado nesta quarta-feira (29) também sondou a percepção do londrinense em relação às gestões do governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no mesmo tema. 


 

Belinati tem aprovação de 74% no enfrentamento da pandemia, aponta pesquisa
Folha Arte
 


Belinati tem aprovação de 74,5% dos entrevistados sobre a gestão da crise ante a 19% que não aprovam as ações do prefeito. Outros 6,5% dos entrevistados não souberam responder. O Instituto ainda levantou que o governador Ratinho Junior tem 61,5% de aprovação, contra 22,5% de reprovação.


A pior avaliação é do presidente Jair Bolsonaro, que tem 50% de reprovação ante a 43,5% dos londrinenses que concordam com a gestão do governo federal no enfrentamento da crise causada neste contexto da doença. Outros 6,5% não opinaram. 


MELHOR DESEMPENHO NA SÉRIE HISTÓRICA 

A pesquisa do Instituto Multicultural/FOLHA/Paiquerê FM 91,7 também mediu a aprovação da atual administração do prefeito de Londrina. Nesta primeira sondagem do segundo mandato, o chefe do Executivo tem 63,5% de aprovação, e 25,5% não aprovam a gestão. Outros 11% não opinaram ou não souberam responder. 


O índice de aprovação de Belinati em abril de 2021, com 63,5%, é a maior na série histórica. No levantamento dos 100 primeiros dias de administração do primeiro mandato, Belinati obteve 55% de aprovação em abril de 2017. 


O prefeito de Londrina teve altos e baixos no primeiro ciclo de gestão, chegando à rejeição de 59% em meados de 2018, após aumento abrupto do IPTU na sequência da revisão da PGV (Planta Genérica de Valores). O gestor municipal começou gradativamente a recuperar a confiança nas pesquisas em 2019, e em julho de 2020 apareceu com 53% de aprovação contra 34% de reprovação. Em novembro do ano passado, Belinati foi reeleito no primeiro turno, com 68,66% dos votos válidos.  


"Foram 10 avaliações  feitas desde a primeira gestão do prefeito. Esse é o resultado mais positivo até agora. A gestão da pandemia trouxe a Belinati um aspecto bastante positivo", avaliou Edmilson Vicente Leite, diretor estatístico do Instituto Multicultural. 


Sobre a avaliação de Ratinho Junior, Leite entende que o índice poderia ser melhor se houvesse uma comunicação mais assertiva das ações tomadas antes de adotar medidas restritivas. "Tiveram ações benéficas, mas a reclamação é que a população gostaria de estar a par das ações tomadas, é preciso de uma comunicação mais direta com a população." 


Quanto ao desempenho de Jair Bolsonaro, o diretor pontuou que pela primeira vez o presidente aparece com reprovação na gestão da pandemia para a população de Londrina. "Na fase 9, em julho do ano passado, o presidente tinha aprovação da maioria dos londrinenses e pela primeira vez ele aparece com índice de reprovação maior que de aprovação. Nos três níveis de governo, Bolsonaro tem o pior resultado, mas a pergunta é específica em relação à pandemia."  


PESSIMISMO 


Outra pergunta feita no questionário foi qual a percepção sobre a pandemia em Londrina. Está melhorando ou piorando? Para 43,5% dos entrevistados está piorando, outros 36,5% consideram o momento como estável e somente 15% enxergam melhora no quadro pandêmico. Outros 5% dos entrevistados na sondagem não souberam responder esse item. 


O trabalho de campo foi realizado no período de 21 a 25 de abril de 2021, e o controle de verificação de dados foi feito nos dias 26 e 27. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos em um intervalo de confiança de 95%. O instituto fez 602 entrevistas individuais em todas as regiões da cidade, incluindo a zona rural. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo