Beira-Mar frustra CPI de Minas em ‘depoimento’
Um homem que se identificou como Luís Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, prestou depoimento ontem, por telefone, à CPI do Narcotráfico de Minas Gerais. O traficante mais procurado do País havia prometido revelar nomes que comandam o tráfico no Estado, mas, durante as mais de duas horas de conversa, pouco acrescentou ao que já era de conhecimento público. O traficante deixou claro que só está disposto a colaborar se os integrantes da comissão se comprometerem a ajudá-lo no reabertura do processo que o condenou a 12 anos de prisão, em 1996.