|
  • Bitcoin 239.752
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Política 5m de leitura Atualizado em 26/10/2021, 08:41

Alvo de vandalismo, prédio da Câmara de Londrina amanhece com tinta colorida

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Guilherme Marconi - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem Alvo de vandalismo, prédio da Câmara de Londrina amanhece com tinta colorida
|  Foto: Isaac Fontana/Framephoto/Folhapress
 

O prédio da Câmara Municipal de Londrina foi alvo de vândalos na madrugada dessa segunda-feira (25). A fachada que fica de frente para o estacionamento do Legislativo foi atingida por ovos que continham tinta colorida nas cores do arco-íris: roxo, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho. Uma caminhonete oficial na cor branca que estava estacionada próxima a uma das entradas da Casa também foi atingida e ficou com marcas da tinta. 

Do lado de fora, os responsáveis deixaram algumas caixas de ovos vazias. A Guarda Municipal foi acionada, mas os autores da ação ainda não haviam sido identificados até o fechamento desta matéria. Segundo o segurança da Câmara, por volta das 2h20 ao menos duas pessoas com o rosto coberto atiraram tinta nas paredes e janelas do edifício e em uma das caminhonetes recém-doadas à Casa pela Delegacia da Receita Federal em Londrina. Ao serem confrontados pela equipe que faz a segurança do Legislativo, os vândalos saíram correndo. 

Segundo o presidente da Câmara, vereador Jairo Tamura (PL), todas as informações sobre o caso foram repassadas à Guarda Municipal e também serão registradas na Polícia Civil. Tamura lamentou o ocorrido e disse que todo ato de vandalismo contra o patrimônio público acaba sendo pago pela própria população. Ele afirmou ainda que a segurança do prédio será reforçada e ressaltou a importância de que possíveis discordâncias políticas sejam manifestadas de forma democrática, com respeito às instituições.

Vereadores que chegaram ao prédio na manhã desta segunda-feira postaram nas redes sociais a fachada vandalizada e criticaram o protesto. "Lamentável o que fizerem na fachada. Por mais que tenham legitimidade de se manifestar, essa não é a melhor forma", disse Eduardo Tominaga (DEM). Já a vereadora Jessica Moreno, a Jessicão (PP), classificou o ato de "inadmissível" e escreveu que “a Câmara irá apurar e descobrir os responsáveis". 

MOVIMENTO NEGA AUTORIA

As cores encontradas no protesto na fachada do prédio remetem à bandeira LGBT, mas ativistas da causa em Londrina não assumiram a autoria. "Nenhuma das pessoas e coletivos que compõem o Fórum LGBT de Londrina e região reivindica a autoria da intervenção", disse o representante da entidade, Vinicius Bueno.

No dia 23 de setembro, a Câmara Municipal havia rejeitado proposta de projeto de lei enviada pelo prefeito Marcelo Belinati (PP) que tinha objetivo de criar um conselho consultivo, sem custos ou criação de cargos - o Conselho LGBTQIA+ em Londrina. Entretanto, após protestos de grupos conservadores ligados às igrejas evangélica e católica, 12 dos 19 vereadores foram contrários a implantação, entre eles Tamura, Tominaga e Jessicão.

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM