OPINIÃO DO LEITOR| Resposta da Sercomtel


Equipe FOLHA
Equipe FOLHA

Resposta da Sercomtel

"A respeito da foto-legenda publicada ontem (12) na Folha de Londrina (espaço A cidade fala-pg3), a Sercomtel esclarece que segue os horários do comércio, limitando a entrada de oito pessoas por vez, de acordo com a capacidade de lotação e métricas sanitárias. Todos os protocolos de segurança foram adotados conforme recomendações médicas e sanitárias da empresa. A pandemia modificou as formas de relacionamento, o que inclui a prestação de serviços. No entanto, a empresa tem buscado formas de otimizar o atendimento, de modo a garantir tanto a segurança de seus clientes, quanto dos funcionários. Primeira colocada no ranking de qualidade de atendimento realizado pela Anatel, a Sercomtel reafirma o compromisso de continuar realizando o suporte presencial com o mesmo carinho, qualidade e, principalmente, a mesma velocidade de sempre. A empresa coloca à disposição o fone 10343 para telefonia fixa e internet, 1051 para telefonia móvel e a página www.sercomtel.com.br para esclarecimento de dúvidas e solução de dificuldades."

Diretoria da Sercomtel - Londrina

***

ESPAÇO ABERTO

Quero dar os parabéns ao Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves pelo texto "Vacina, pobreza, auxílios e políticos", publicado hoje 12/01/2021, no Espaço Aberto. A muito tempo não leio, neste espaço, um texto tão lúcido, claro, objetivo e muito bem escrito. Que surjam outros textos deste mesmo naipe. 

Nina Cardoso - Londrina

***

Uma afronta aos Brasileiros 

Há em vigor na Câmara dos Deputados, um projeto (substitutivo), para alterar a “Lei de Improbidade Administrativa”. Vamos aos pontos da proposta: 1- Não basta ao agente público demonstrar vontade de cometer o crime, mesmo causando danos ao estado; 2- Segundo o relator da proposta, a Lei é dura demais no “combate ao enriquecimento ilícito de agentes públicos”. Misericórdia, isso é o fim dos tempos. O autor dessa aberraçao deveria estar preso. Isso tem que ser investigado e cabe até quebra de decoro, pois configura apologia ao crime e impunidade a quem o comete. Detalhe, pasmem: o Deputado relator é do PT-SP. Não precisa falar mais nada. 

Antônio Carlos Pescador (Autônomo) - Londrina 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Assine e navegue sem anúncios [+]

Continue lendo