OPINIÃO DO LEITOR - Volta à Idade Média


Não há como fugir de uma reflexão, ainda que superficial, sobre o Espaço Aberto de segunda-feira (10). A um cientista é facultado ter crenças, ideologias, religião, preferências e tudo o mais, assim como lhe é dado exprimir seu pensamento de forma pessoal como um cidadão comum. Como cientista, no entanto, deve excluir de suas teses essas convicções pessoais e ater-se a uma análise que o conduza a uma conclusão caracterizada pela ausência do contraditório. Ao utilizar generalizações como argumentação, joga por terra a credibilidade do cientista e expõe a face do indivíduo. Termos como “fantástica cruzada”, “asseclas do mandatário”, “luta insana e imaginária”, “tempos instáveis e obscuros”, “ódio contra”, “a sordidez e as mentiras” revelam claramente, pelo seu caráter contraditório, apenas uma visão ideológica pessoal e o uso de chavões e previsões exageradas que caracterizaram, estes sim, tempos obscuros de nossa recente democracia. Deduz-se que a opinião é a do indivíduo, não do cientista.

Lourivaldo Perez Baçan (escritor) – Londrina



Título ao dono da Havan 

Com todo respeito ao empresário e empreendedor Sr. Luciano Hang, tenho a  plena convicção que esse deputado da região de Londrina  quer na verdade "surfar" no sucesso e exposição na mídia que este empresário tem. 
Primeiramente caro representante do legislativo, não sei se sabe, mas empresários direcionam seus investimentos primeiramente onde têm retorno do investimento para eles. 
Segundo, se for homenagear todos empresários nessas condições, serão homenageados também os donos das lojas MM, Casas Bahia, padaria ao lado da minha casa e muitos outros. Tem coisa mais importante no Paraná para o senhor defender. Fica uma dica só: todos os pedágios da região de Londrina encarecem os produtos dos empresários regionais, principalmente dos empresários rurais.



Reno R. Coelho (autônomo) - Londrina


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Continue lendo


Últimas notícias