|
  • Bitcoin 141.951
  • Dólar 4,8152
  • Euro 5,1422
Londrina

CARTAS 26/4

m de leitura Atualizado em 25/04/2022, 17:23

OPINIÃO DO LEITOR - Trânsito caótico: viaduto a solução

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 26 de abril de 2022


AUTOR autor do artigo

Foto: iStock
menu flutuante
Top view road with different cars. Autobahn and highway junction. City infrastructure with transportation elements.Vector illustration in a flat modern style. Top view road with different cars. Autobahn and highway junction. City infrastructure with transportation elements.Vector illustration in a flat modern style.
Top view road with different cars. Autobahn and highway junction. City infrastructure with transportation elements.Vector illustration in a flat modern style. |  Foto: iStock
 

Londrina está na contramão em termos de segurança no trânsito. Vejamos: rua Suindara (Vila Yara) é um verdadeiro caos, uma bagunça. Basta colocar um semáforo de 4 tempos. Será que um engenheiro de tráfego não enxerga a solução em frente ao antigo Grêmio, local de acidentes, mortes, mutilações, provocando choros e perdas para as famílias? Qualquer leigo, incauto, sabe que a construção de um viaduto resolveria o problema. Teremos que esperar nascer alguém que acabe com esse drama ou esperar que um político e sua família morram no local? Apenas os familiares das vítimas, como eu, conhecem o sofrimento das mães e demais familiares. Esperamos providências urgentes! Afinal, para isso são eleitos e ganham bem. Cumpram com o seu dever!

Moisés dos Santos (comerciante) - Londrina

 "Novo ensino tédio"

Um verdadeiro colapso é esse Novo Ensino Médio implantado nas escolas públicas. O também ensino profissionalizante é uma outra catástrofe. O governo contratou uma universidade, cujos "mestres" apenas colocam o vídeo na TV e quem quiser assiste, mas a maioria dos estudantes faz da sala de aula um local de recreio. Isso sem falar em atos libidinosos.  E os poucos docentes sérios e profissionais das disciplinas comuns é que arcam com essa desgraça.. 

Luiz Alberico Piotto (servidor ) - Cambé

Dia da Terra: esqueceram de mim!

Lamentavelmente, dessa vez não vimos as grandes redes de TV,  nem mesmo os grandes jornais,  noticiarem a respeito desse dia.  Mesmo no meio das dores do mundo, como a Covid-19 e a guerra da Rússia contra a Ucrânia, o degradado e combalido Planeta Terra nos fornece água, energia, alimentos, oxigênio e habitat. Em troca, recebe dos seres humanos gananciosos milhões de toneladas de agrotóxicos que matam os rios e poluem as cidades pelo CO2, e o dióxido de enxofre dos pesados caminhões que trafegam pelo mundo. E o planeta não consegue a regeneração dos seus recursos naturais. Os governantes não agem e só se preocupam com a ganância dos impostos gerados pelas empresas poluidoras que insistem em dizer que poderão ajudar no controle das emissões de gases do efeito estufa a partir de 2030, e os governos a partir de 2050! Isso se existir vida até lá. Esse é o mundo hoje. Nada temos para oferecer ao Planeta Terra, a não ser nosso lamento como esse que fazemos pelos jornais, e redes sociais. Com tristeza, pela nossa biodiversidade e as gerações futuras.

José Pedro Naisser (ecologista) - Curitiba