|
  • Bitcoin 142.478
  • Dólar 4,8179
  • Euro 5,1658
Londrina

Opinião

m de leitura Atualizado em 03/05/2022, 19:28

OPINIÃO DO LEITOR - Primeiro de Maio

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 04 de maio de 2022

.
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

 Primeiro de Maio ficou nas manifestações que os trabalhadores faziam todos os anos a partir de 1917, quando a cidade de São Paulo protagonizou uma das maiores greves gerais já registradas. A força que o movimento dos trabalhadores adquiriu era tamanha que, em 1924, o então presidente Arthur Bernardes acatou a sugestão que já ventilava em várias partes do mundo de reservar o dia 1º de maio como Dia do Trabalho no Brasil.  Dessa forma, desde esse ano, o 1º de maio passou a ser feriado nacional. 

Na época do Estado Novo varguista, a data era deliberadamente usada para eventos de autopromoção do governo, com festas para os trabalhadores e muitos discursos demagógicos. Hoje, nós trabalhadores, tão massacrados nos nossos direitos adquiridos depois de tantas lutas, estamos anestesiados, desmotivados e esperando um "milagre", um "salvador da pátria".

Mas esse milagre pode estar dentro de cada cidadão, de cada trabalhador que ainda acredita que um país forte é aquele que valoriza tantos os patrões, quanto os empregados , que valoriza os empresários e o pequeno empreendedor, que valoriza as multinacionais e as pequenas empresas, que valoriza acima de tudo o esforço de cada um na busca por uma melhor qualidade de vida para si e sua família.

Afinal, como estamos em um país de muitas realidades, de muitos contrates, ainda impera a força de uma nação, de um povo que sempre está na luta, e na esperança que está em cada um de nós, brasileiros.

Amegilda Neves de Almeida Oliveira (professora) Florestópolis

Os artigos, cartas e comentários publicados não refletem, necessariamente, a opinião da Folha de Londrina, que os reproduz em exercício da sua atividade jornalística e diante da liberdade de expressão e comunicação que lhes são inerentes.

COMO PARTICIPAR| Os artigos devem conter dados do autor e ter no máximo 3.800 caracteres e no mínimo 1.500 caracteres. As cartas devem ter no máximo 700 caracteres e vir acompanhadas de nome completo, RG, endereço, cidade, telefone e profissão ou ocupação.| As opiniões poderão ser resumidas pelo jornal. | ENVIE PARA [email protected]