|
  • Bitcoin 147.657
  • Dólar 4,8786
  • Euro 5,1458
Londrina

Opinião

m de leitura Atualizado em 06/05/2022, 19:22

OPINIÃO DO LEITOR - Dia da vida

PUBLICAÇÃO
sábado, 07 de maio de 2022

.
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem OPINIÃO DO LEITOR - Dia da vida Imagem ilustrativa da imagem OPINIÃO DO LEITOR - Dia da vida
|  Foto: istock
 

"Cada um é ateu conforme sua fé", que traduzindo para a situação atual quer dizer tão somente que nosso povo precisa desacelerar, viver mais a vida e não se preocupar tanto com coisas banais que não levam a nada. Domingo é o Dia das Mães, que é exemplo de dedicação e amor; este amor que tanto precisamos para serenar este stress do dia a dia que um dia vai acabar e como todos antepassados iremos comer capim pela raiz. A todas as mães que são mães de todos, de coração vamos pedir que o ser humano evolua e deixe de ser filho de chocadeira, que parece perder o sentimento cada vez mais. Ser mãe é ser a renovação da vida para depois deixar a vida e um grande vazio que nada preenche. Feliz Dia das Mães a todas as mães e a todos que nasceram de uma mãe.

Manoel José Rodrigues ( assistente administrativo) Alvorada do Sul

Detração penal do deputado Daniel Silveira

Partindo da premissa de que as imunidades constitucionais dos deputados federais subsistem inclusive durante o estado de sítio, à luz do regimento interno da Câmara dos Deputados, art. 233, e daí o art. 53 da Constituição afirmar, sem ressalvas, a inviolabilidade civil e penal por quaisquer opiniões, o instituto penal da detração vem à luz (Código Penal, art. 42, Código de Processo Penal, art. 387, §2º, e Lei de Execuções Penais, art. 66, inciso III, alínea c). Por isso, na minha opinião, o tempo durante o qual ele se submeteu à prisão preventiva (uma das três modalidades de prisão provisória), poderá ser levado em conta pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados durante o processo disciplinar que, dentre as quatro modalidades de pena previstas no art. 10 do Código de Ética, culminará com a censura (inc. I). Isto porque, a suspensão de prerrogativas regimentais (art. 13, inciso VII) não pode ser superior a seis meses e a suspensão temporária do exercício do mandato é de no máximo trinta dias (art. 14); mas se aplicarmos a detração penal, por analogia, o tempo que ficou preso sem exercício do mandato supera essas penas. Restaria, a meu ver, a censura escrita (art. 12 combinado com art. 5º, inc. III do Código de Ética da Câmara dos Deputados), levando-se em conta o contexto político-institucional, suas circunstâncias e a proporcionalidade da pena; pois se a ofensa de um parlamentar a outro enseja censura, e não há previsão quanto à ofensa a integrante do Poder Judiciário, e o art. 5º da Constituição garante que todos são iguais perante a lei, então, por se tratar de integrantes de poderes constitucionais, a Mesa da Câmara deveria aplicar esta penalidade, por analogia.

Eduardo Tozzini (advogado) - Londrina

Nariz comprido

"Temos um chefe do Executivo que mente".  Até que enfim ouvimos uma verdade do presidente Bolsonaro. O problema dele e da nação é que continua mentindo mesmo depois de autointitular-se o grande Pinóquio. 

Luiz Alberico Piotto (servidor público) Cambé

3ª Feira de Empreendedorismo da Black Divas

No último domingo (1º), o Coletivo Black Divas realizou sua 3ª Feira Empreendedora, na avenida Eurico Gaspar Dutra, no Jardim Cafezal. Centenas de pessoas visitaram as barracas de artesanato, roupas, sapatos, comidas, brinquedos, música e muito mais. Neste coletivo, mulheres acreditam no poder das mulheres. Comerciantes do entorno ajudaram no evento. Esse sucesso foi ofuscado pelo descaso do poder público: iluminação pública precária para as necessidades do evento, mato alto na avenida e ausência de banheiro químico e segurança. Londrina é uma cidade que tem diversas iniciativas comunitárias e que precisam ser valorizadas. O coletivo faz a parte dele. E a prefeitura?

Silvia Duarte (jornalista) Londrina 

Os artigos, cartas e comentários publicados não refletem, necessariamente, a opinião da Folha de Londrina, que os reproduz em exercício da sua atividade jornalística e diante da liberdade de expressão e comunicação que lhes são inerentes.

COMO PARTICIPAR| Os artigos devem conter dados do autor e ter no máximo 3.800 caracteres e no mínimo 1.500 caracteres. As cartas devem ter no máximo 700 caracteres e vir acompanhadas de nome completo, RG, endereço, cidade, telefone e profissão ou ocupação.| As opiniões poderão ser resumidas pelo jornal. | ENVIE PARA [email protected]