OPINIÃO DO LEITOR - CPI e inquisição


 Quando estive na Colômbia , na linda capital Bogotá, tive a oportunidade de conhecer O Museu do Ouro, a Exposição do Botero, etc. Mas o que mais me encantou foi a cidade histórica que está dentro das muralhas, com suas lindas casas antigas e um grande mosteiro que  agora é um hotel encantador. Nas minhas andanças pela cidade antiga, me  deparei com uma velha casa restaurada, com uma placa : Museu da Santa Inquisição. Logo na entrada havia um livro grande, com todos os nomes das mulheres que haviam sido torturadas e condenadas à morte. Havia também muitos instrumentos usados na tortura , desde objetos para apertar o crânio, uma máquina de estiramento, etc.  Todas as mulheres que passaram por esse lugar, todas foram mortas acusadas de bruxaria: as mulheres magras eram bruxas que voavam na vassoura  e as mulheres gordas estavam cheias de pecado.

 Para quem não sabe, a Inquisição foi quase mundial, começou no Século XII e durou quase 6 séculos. Tómas de Torquemada foi nomeado o Inquisidor Oficial da Espanha, em 1481.  Agora, pasmem, minha gente. Estava eu em casa, assistindo o programa da CPI e vejo uma senhora, uma médica conceituada, cheia de diplomas, com a capacidade de trabalho reconhecida, prestando um depoimento com sua voz de pessoa educada e gentil.

De repente surge um ogro, um homem grande que gritava com esta mulher dizendo: " A senhora não sabe nada, não sabe a diferença de coisa com coisa, EU vou ensinar-lhe a diferença ...  a senhora foi mandada embora do Hospital onde trabalhava.."  Meu Deus, quem não perdeu um  emprego na vida ?

Esse homem gritando feito louco era o senador Omar Aziz. Mas eu tive a impressão que ele era o Torquemada , ou um descendente dele, tão mal e amedrontador. Eu comecei a chorar , pensando horrorizada: começou a nova inquisição! Esta é a Inquisição do Século XXI.  Entrei em pânico. Gritei para minha família, humilhada e desesperada:  Socorro, E eu não conseguia parar o meu pranto.  Socorro! Socorro!

Benedita Marques Araújo (professora) Londrina 



Campeão da insensibilidade.

O fundo de poço realmente em nosso país nunca atinge o fundo, pois mesmo depois das Olimpíadas e da Copa do Mundo realizadas pelo antigo governo, o atual parece seguir a mesma cartilha, apenas mudando a capa. A Copa América no Brasil de brasileiros morrendo socados em verdadeiras latas de sardinhas, disfarçadas de ônibus; sem vacinas, um povo jogado ao relento, com uma inflação galopante, passando fome e sobrevivendo graças a abnegados e generosos brasileiros da classe empresarial e do povo mesmo, não das migalhas dos auxílios de merrecas do governo.  A Colômbia não quis porque lá o tempo esquentou para o governo, a Argentina também teve medo do povo reagir da mesma forma. Então resolveram jogar a batata quente para o Brasil. Seleções vindo para o Brasil da miséria para jogar todos vacinados, ganhando milhões por participação e os idiotas  brasileiros comemorando o quê? O goooool dos sem vacinas contra os desempregados? Os intubados jogando contra a turma do corredor da morte dos hospitais? As famílias enlutadas pelas perdas irreparáveis de seus entes queridos comemorando o quê? A insensibilidade dos governantes. As Olimpíadas do Japão, que é primeiro mundo, já é um tapa na cara dos países pobres, então a Copa América seria um soco no estômago se um dia fosse realizada aqui. O pior vírus é o descaso com a população desassistida. E disseram que vergonha pior que 7 a 1 para a Alemanha não existia. Vocês queimam a cara dos brasileiros que têm vergonha. Vergonha sim. Tem coisa que se as pessoas não falarem, as pedras gritarão. Lucas, 19-40.

Manoel Jose Rodrigues  (assistente administrativo) Alvorada do Sul


Receba nossas notícias direto no seu celular. Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo