NO BRASIL
''Ali não tinha conversa. Se eu sou governador naquele momento, entra o Bope (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar) e mata quem tiver que matar.''
De César Maia, prefeito do Rio de Janeiro, ao defender uma ação mais enérgica da polícia na repressão às rebeliões nos presídios cariocas, ontem na Folha
NO PARANÁ
''Cobram atitudes da polícia mas ninguém colabora. Quero ver quando matarem um parente de vocês.''
De Pedro Maomé, delegado-adjunto do 3º Distrito Policial em Londrina, ao se irritar com a falta de colaboração dos moradores do Jardim Nossa Senhora da Paz onde um rapaz foi assassinado na quarta-feira à tarde, ontem na Folha
NO MUNDO
''Ainda não está claro que o Iraque verdadeiramente queira cooperar, embora tenha pedido vários meses mais para as inspeções.''
De Hans Blix, chefe dos inspetores da ONU, ao afirmar que não vê firmeza nas intenções de Saddam Hussein em desarmar o Iraque, ontem na Folha