|
  • Bitcoin 103.036
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

CARTAS & E-MAILS

m de leitura Atualizado em 24/01/2022, 17:10

'Motos barulhentas no Novo Bandeirantes'

Opinião do leitor é uma seção diária, no impresso e digital, que publica cartas dos leitores e assinantes da FOLHA

PUBLICAÇÃO
sábado, 22 de janeiro de 2022

.
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Imagem ilustrativa da imagem 'Motos barulhentas no Novo Bandeirantes' Imagem ilustrativa da imagem 'Motos barulhentas no Novo Bandeirantes'
|  Foto: iStock
 

BARULHO

Com relação às motos barulhentas no Novo Bandeirantes, cartas do leitor Reinaldo Santos, e Bandeirantes Velho, Sr Rubens Barbosa, caros senhores, podem ficar tranquilos que isso não é privilégio apenas dos senhores e, ao contrário do que disse o Sr Rubens Barbosa, não sei nos condomínios, mas aqui na Gleba Palhano, além das motos, convivemos com o som ensurdecedor dos carrões de luxo também.  Somos muito mais privilegiados que os senhores, pois além do barulho dos escapamentos ainda “curtimos” o som altíssimo dos carros madrugada adentro.

Antônio Carlos Pescador (autônomo) Londrina 


Acesso à nossa querida UEL

O final da Avenida Castelo Branco, no acesso à UEL, está necessitando de um recape asfáltico urgente, tem muitos remendos. É um trecho pequeno, mas de grande tráfego. A rua lateral do campus universitário também está cheia de remendos e buracos. A prefeitura poderia aproveitar que a UEL está sem aula presencial para realizar o serviço gerando menos transtornos para os usuários. Nossa UEL recebe pessoas de vários locais e a situação das ruas que dão acesso a ela deixa uma impressão ruim da cidade para os visitantes.

Emerson G. de Lima (agente universitário) Cambé 


Domínio do conhecimento

Quando um não consegue entender a diferença que existe entre um "documento oficial" e uma "fala coloquial" ou uma "citação vernacular de um texto milenar", chegou a hora de se questionar, muito seriamente, o que vem sendo ensinado não apenas nas faculdades de direito do país, mas, também, nos seus acessos, como ensino médio e fundamental. Sem saber interpretar um texto, você pode cometer os maiores absurdos de sua vida. É necessário ter muito cuidado.

Nina Cardoso (psicóloga) Londrina 


Não olhem para cima

Leonardo DiCaprio mostra em seu filme, "Não Olhem para Cima", uma ficção onde um cometa destruirá a Terra. Porém, hoje, na realidade, devemos olhar para nossas florestas que estão sendo destruídas pela ganância do homem e os oceanos que recebem 40 milhões de toneladas de plásticos todo ano. O sinal de alerta foi dado pelo vulcão  submarino Hunga Tonga, que sua erupção de 8 minutos, seguida de tsunami, mostrou a força da natureza, que até agora não pode ser calculada pelo homem. A natureza age agora em legítima defesa, ou mudamos por amor, ou iremos desaparecer pela dor, por todo mal que estamos causando ao planeta Terra. O TEMPO CHEGOU. O tempo é muito lento para os que esperam, muito rápido para os que têm medo, muito longo para os que lamentam, muito curto para os que festejam, mas para aqueles que amam e aceitam os grandes desafios, o tempo é eterno, juntem-se a nós, o tempo chegou.

José Pedro Naisser (ecologista) Curitiba


CARTAS & E-MAILS| Os artigos, cartas e comentários publicados não refletem, necessariamente, a opinião da Folha de Londrina, que os reproduz em exercício da sua atividade jornalística e diante da liberdade de expressão e comunicação que lhes são inerentes. 

COMO PARTICIPAR| Os artigos devem conter dados do autor e ter no máximo 3.800 caracteres e no mínimo 1.500 caracteres. As cartas devem ter no máximo 700 caracteres e vir acompanhadas de nome completo, RG, endereço, cidade, telefone e profissão ou ocupação.| As opiniões poderão ser resumidas pelo jornal. | ENVIE PARA [email protected]

***

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.