Mais interior
A vice-governadora Emília Belinati (PTB) já deu a sua opinião sobre a reforma de secretariado planejada pelo governador Jaime Lerner (PFL). A vice manteve o discurso dos últimos anos: ela acha que o governador precisa dar mais espaço para o interior na sua equipe. A tese da vice já foi motivo de desavença antes. Em janeiro de 1999, por exemplo, Emília não pisou na cerimônia de posse alegando, entre outras coisas, falta de um secretariado mais representativo de todo o Estado. O encontro entre a vice e o governador foi na terça-feira, no Palácio Iguaçu. Emília saiu da conversa confiante que, desta vez, o governador vai ouvi-la. Os partidos políticos que dão sustentação ao governo também defendem a maior participação do interior. As eleições de 2002 estão se aproximando e os parlamentares já sabem que um secretariado eminentemente técnico não dá votos.