Informe Folha








‘Loteamento’
A remodelação da praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, em Curitiba, despertou o interesse na Assembléia Legislativa em demarcar o seu território. O secretário geral da Casa, Hermas Brandão, informa que a diretoria geral da Assembléia está em negociações com a Prefeitura de Curitiba. E que não está descartada a possibilidade de os deputados estenderem as grades que hoje cercam o complexo do Poder Legislativo em pelo menos mais 20 metros, até a rua que começa no Palácio Iguaçu e separa a praça da Assembléia e do prédio do Tribunal de Justiça. Rua esta, que, pelos planos da prefeitura, será reaberta ao trânsito. A demarcação de área, pretendida pela Assembléia, aumenta ainda mais a polêmica já instaurada com as obras da praça, em andamento. A praça, sede de acampamento sem-terra durante seis meses, pode ser apenas o estopim de um ‘‘loteamento’’ no Centro Cívico.



Conspiração
O presidente do PPB, deputado federal José Janene, está ‘‘conspirando’’ contra o Palácio Iguaçu. Aguarda a chegada dos caciques tucanos e peemedebistas, que passaram as festas de fim de ano no exterior, para costurar desde já uma aliança para as eleições municipais. A idéia de Janene, de cortar os laços com o governo, não é nova. O dirigente tentou fazer isso em 98, mas não se deu bem.
Lei sancionada
O governador Mario Covas sancionou lei que proíbe trotes agressivos nas universidades de São Paulo. O Paraná já aprovou em primeira e segunda discussões matéria semelhante. Falta a votação final para ser submetida ao crivo de Lerner.
Posse
O conselheiro Quiélse Crisóstomo está com o terno pronto. Ele reassume o comando do Tribunal de Contas na próxima terça-feira, dia 11 de janeiro, às 15 horas, em Curitiba. Quiélse foi reeleito presidente do TC em meados de dezembro do ano que passou.
Em família
Lerner é aguardado para a solenidade. Além de Crisóstomo, assume pela primeira vez Henrique Naigeboren, como vice-presidente. Naigeboren é cunhado do governador e virou conselheiro por indicação expressa de Lerner.
Liberado
Festa no Congresso Nacional. Foi cassada a liminar de um juiz federal do Rio de Janeiro que suspendia o pagamento de jetons para deputados federais e senadores durante o período extraordinário. Tudo limpo para receberem os R$ 16 mil per capita, pela convocação e desconvocação.
Salário sustado
Alvaro Dias, Osmar Dias e Roberto Requião estão na lista dos senadores que tiveram os R$ 8 mil de convocação suspensos por ordem de ACM, por não terem comparecido na abertura da convocação extraordinária. Alvaro e Requião estavam no exterior. Osmar, descansando em Curitiba.
Perguntinha
Depois da Assembléia, vai ser o Tribunal de Justiça o próximo a reclamar seu território no Centro Cívico?

Mais caro
O aumento das tarifas do pedágio veio mais rápido do que se esperava. O juiz federal Zuudi Sakakihara concedeu ontem à tarde, a pedido das concessionárias que exploram o Anel de Integração, reajuste em 100%. Em outras palavras, mais uma vez quem paga o pato na briga entre governo e concessionárias são os usuários.
Correria
Por volta das 15 horas, procuradores do Estado, que estavam no litoral já haviam recebido uma cópia do despacho-bomba. Porém, somente quatro horas depois, em nota oficial, o governo se manifestou. Vai anunciar se cumpre ou não a medida judicial depois de conhecer todo o teor da tutela antecipada.
Torcida
Assessores e secretários de Estado que lidam no dia-a-dia com o governador torcem para que Lerner não transforme o pedágio numa novela como foi a do MST, que precisou de seis meses para o governo agir.
Desligamento
Ibraim Fayad deixou a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura depois de ocupar o posto por oito meses. A insatisfação com o cargo se acentuou nos últimos meses. Benedito Rosa do Espírito Santo fica no lugar de Fayad. Lerner perdeu a chance de emplacar um sucessor.
De volta
Fayad respondia pela Agência Estadual de Desenvolvimento, em maio do ano passado quando foi indicado por Lerner para o posto no governo federal. Agora, retorna como consultor à Cooperativa Agrícola de Cascavel (Coopavel), entidade que já presidiu.
Pendência
Edmund Fatuch ainda não sabe se fica ou se sai da superintendência do Porto de Antonina. Nelson Justus (PTB), o presidente da Assembléia, aguarda posição do governador, para saber onde o afilhado poderá ser acomodado. Isfer, por outro lado, estaria trabalhando não para o parente Daniel, mas para o coordenador de sua campanha eleitoral em 98, Juarez Morais.
Ironia
‘‘A agilidade é o seu forte. Quero crer que neste milênio tomará uma decisão.’’ De Justus, sobre Lerner, quando questionado sobre quanto tempo levará para o governador indicar um novo cargo para Fatuch.
Compensação
O governo do Paraná assinou na quinta-feira que passou o convênio, com o Ministério da Previdência, para começar a receber nos próximos dias os títulos públicos como compensação pela dívida do INSS com o Estado. A minuta ficou sobre a mesa de Miguel Salomão, o secretário do Planejamento e presidente da ParanáPrevidência, para análise, por dois dias. Agora, só falta a União liberar a primeira parcela.

Vapt-Vupt
• A Prefeitura de Curitiba está disponibilizando informações sobre serviços no endereço www.curitiba.pr.gov.br. O fornecimento da segunda via do IPTU como prioridade. Estará no ar a partir do próximo dia 10.
• A OAB-Paraná divulgou a relação dos cursos de Direito que obtiveram conceito ‘‘A’’, no Exame Nacional de Cursos, uma espécie de provão do MEC na área. Estão em destaque: os cursos da Federal, PUC, Universidade Estadual de Londrina e Faculdade do Norte Pioneiro.
• O setor de planejamento e controle da Cohapar tem novo superintendente. O engenheiro Luiz Eduardo Veiga Lopes assumiu nesta semana a função. Ex-professor da Universidade Federal do Paraná, já foi também secretário de Estado e diretor administrativo de Itaipu.
De Curitiba, com redação e sucursais