EDITORIAL - Planejar a cidade é investir em qualidade de vida


Folha de Londrina
Folha de Londrina

Em outubro do ano passado,  Londrina dava os primeiros passos para a elaboração de um aguardado planejamento estratégico para o município, com a contratação de uma empresa especializada em serviços de consultoria nessa área. 


E agora o MasterPlan Londrina 100 anos, que formulará ações e políticas estruturantes para o desenvolvimento econômico e urbano da cidade, já tem um balanço importante para apresentar. Nestes primeiros meses, o projeto recebeu mais de 700 contribuições de oficinas de trabalho com 14 governanças da cidade, pesquisa com servidores públicos e a partir do site do projeto.


Além disso, foram coletadas ideias de 170 projetos já em andamento na prefeitura, 628 solicitações do processo de construção do PPA (Plano Plurianual) 2022-2025 e 250 estratégias do Plano Diretor atualmente em discussão. 


Um novo bloco do estudo foi iniciado esta semana com a realização de seis oficinas de trabalho com 70 pessoas do setor público, da iniciativa privada e da sociedade organizada  para elaboração de projetos estratégicos para o município alinhados com a visão de futuro desejada pelos londrinenses para 2040: uma Londrina inovadora, sustentável e com qualidade de vida.


A pauta urbana é um dos grandes desafios para o Brasil, pois muitos municípios ainda tropeçam nos aspectos de mobilidade, de saneamento básico, desenvolvimento industrial, entre outros. Por isso, a importância de planejar o futuro de uma cidade não para os quatro anos de uma gestão administrativa, mas de décadas. 


Com objetivos claros, consegue-se estruturar os municípios para que seus moradores encontrem oportunidades de trabalho, de educação de qualidade, de convivência harmoniosa e desenvolvimento pessoal. Tudo isso vai significar qualidade de vida.


Dentre as contribuições recebidas, está a de um Festival Internacional de Inovação em Londrina, de implantação de uma rede intermodal de transporte coletivo e de um corredor cultural e histórico no centro da cidade, da construção de parques lineares na cidade, de uma espécie de complexo aeroportuário ao redor do Aeroporto de Londrina e de áreas industriais no município. 


Tudo ainda passa por análises de viabilidade e há muito trabalho pela frente. A previsão é que o MasterPlan fique pronto no final de novembro. 


A Folha de Londrina vem dedicando cobertura frequente ao projeto para que os seus leitores acompanhem o que está sendo planejado e incentivando a população a apresentar sugestões, que estão sendo recebidas até 31 de agosto. Participe! Contribuições podem ser feitas pelo endereço do projeto: www.2040.londrina.pr.gov.br.


Obrigado por ler a FOLHA!

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo