EDITORIAL -

Corrupção na Polícia


Folha de Londrina
Folha de Londrina

Desnecessário dizer quanto é grave a corrupção dentro das corporações policiais. Isso porque são profissionais pagos e treinados com o dinheiro público para proteger a sociedade de todo o tipo de bandido e injustiças. É chocante quando se percebe que eles usam as armas e a posição profissional em benefício próprio e alimentando o crime.


Nesta quinta-feira (13), a Polícia Civil do Paraná realizou uma operação em Londrina que resultou na prisão temporária de sete policiais civis, com idades entre 35 e 49 anos.



 Os alvos da operação são suspeitos de desviar carga contrabandeada.  Os servidores são investigadores de polícia que trabalham da cidade. Ao todo, dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas casas dos servidores e na própria sede da 10ª Subdivisão da Polícia Civil em Londrina, onde funciona a Divisão de Furtos e Roubos. 


Na edição desta sexta-feira (14), a FOLHA traz detalhes da operação que resultou na prisão dos servidores.  Participaram da ação 45 policiais civis de todo o Estado. O corregedor-geral da Polícia Civil no Paraná, Marcelo Lemos de Oliveira, afirmou que a apreensão das mercadorias vindas do Paraguai ocorreu em dezembro do ano passado em Londrina. Os produtos estavam distribuídos em três veículos estacionados em um imóvel.


 O valor dos itens era estimado em R$ 450 mil. Porém, segundo o corregedor, poucos produtos foram repassados oficialmente à Receita Federal. As mercadorias apresentadas, segundo ele, representariam menos de 5% do valor apreendido.


 Um crime praticado dentro da própria delegacia tem que ser apurado com rigor e, comprovada a culpa, os policiais deverão ser punidos exemplarmente.

 A corrupção policial não é um mal apenas do Brasil. Ocorre no mundo inteiro, infelizmente. Mas em nosso país são muitas as denúncias não apenas de crimes do ponto de vista financeiro, mas também de outro comportamento totalmente condenável, a truculência policial. 

 Não é possível fazer vista grossa à conduta criminosa de policiais, servidores treinados, armados e pagos pelo contribuinte justamente para proteger a sociedade.


Obrigado por acompanhar a FOLHA!






 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo