CARTAS TERÇA - 14/9 -

CARTAS 14/9 - O jornalismo resiste


CARTAS 14/9
CARTAS 14/9

 

CARTAS 14/9 - O jornalismo resiste
 



Vivemos há muito tempo uma censura velada em relação aos meios de comunicação sobre os assuntos que fazem parte do dia a dia dos brasileiros. Falta muito para atingirmos uma democracia de fato e de direito. A começar o apoio à educação e à liberdade de expressão dentro das escolas, família e na sociedade. Em um país onde a leitura é muito restrita e em pouca quantidade e qualidade pela entrada das novas tecnologias, que deixou de lado o material impresso, nossos jovens têm muito acesso à "informação" e pouca "formação". E isso não tem volta. Hoje você é considerado quase um "ET" quando diz que ainda lê um simples jornal impresso, deixando boquiabertos alunos em uma sala de aula, ao ponto de falarem que nem seus avós leem mais jornal, que isso é ultrapassado.  As notícias  têm sim que serem expostas por todos os meios de comunicação, com muita imparcialidade, fato que a Folha de Londrina faz com maestria, dando uma aula de profissionalismo a todos os meios de comunicação. Seria utopia imaginar uma sociedade assim?  Eu acredito que não, pois não é uma cidade, um Estado e um País que imaginei e que tanto luto pelos meus filhos, pelos meus alunos e por todos os jovens da nossa nação. Esse slogan que destravaram dos porões da ditadura, "Brasil, ame ou deixe-o",  não serve para aqueles que acreditam que um país democrático de fato e de direito para todos.

Amegilda Neves de Almeida Oliveira (professora) - Florestópolis


"Ensaios golpistas"

Respeito, porém, não compactuo com o ponto de vista do ilustre advogado sr. Ricardo Laffranchi (Opinião do Leitor/10-09). O presidente Bolsonaro está tentando limpar o entulho de cunho sócio-comunista deixado por esses 16 anos de (des)governos lulo-petista, onde nossas principais instituições, outrora lucrativas, foram vilipendiadas e geraram prejuízos, resultado de envio desvairado de  nossos recursos a países socialistas como Cuba, Venezuela, Bolívia e outros. Os roubos e corrupção se iniciaram logo após os militares entregarem o País aos civis, em nome da democracia, como declarou um megaempresário denunciado na Lava-Jato. O estrago foi tamanho e quatro anos serão insuficientes para realizar a faxina. Eu e milhões de brasileiros não queremos a volta desses canalhas de esquerda ao poder. Esse não é o país que queremos deixar para nossos filhos e netos.

José Pedro Mendes (aposentado e acadêmico de Direito) -  Arapongas


Pavimento mosaico 

É importante esclarecer que no artigo "Pilares da democracia" ( Espaço Aberto/07/09) ), quando o  cientista social Wilson F. Moreira disse que a liberdade de expressão é um direito absoluto, é porque a Constituição garante ser livre a manifestação do pensamento e lhe exige apenas um requisito (art. 5º, inciso IV): ser vedado o anonimato. Porém, é evidente que se alguém se julgar - e prova - ter sido prejudicado pela manifestação de outrem, poderá haver, sim a responsabilização, inclusive na esfera criminal, mediante análise do caso concreto, observando-se o devido processo legal, garantindo o contraditório e a ampla defesa. Afinal, a todo direito, um dever.

Eduardo Tozzini (advogado) - Londrina


Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo