OPINIÃO DO LEITOR -

Brasil ou Brazil?


É inadmissível a postura e as palavras do embaixador dos Estados Unidos no Brasil na questão da escolha da tecnologia 5G como base de telecomunicações do nosso país. Por acaso esse senhor sabe o que significa soberania e autodeterminação dos povos? A despeito da submissão desavergonhada do atual presidente da República e do seu chanceler, o Brasil merece mais respeito. Os norte-americanos não têm o direito de influenciar essa decisão estratégica, quanto mais com ameaças desse embaixador. Não podemos aceitar sermos sabujos dos ianques, como faz esse governo, nem adotar a postura antiamericana juvenil, que tanto faz o gosto da esquerda nacional. O Brasil deve ter atitude serena, altiva, e, acima de tudo, em defesa dos interesses nacionais. Nem tanto ao rio, nem tanto ao mar. Nem utopia socialista, nem capitalismo selvagem. Após 520 anos, basta de sermos comprados com espelhinhos, quinquilharias e promessas vãs. A propósito, aquela parceria na base de Alcântara é uma aberração que precisa ser revogada com urgência.

Sandro Ferreira (representante comercial) Ponta Grossa


Faixa de pedestres

Incrível o desrespeito de alguns pedestres em relação a faixa que existe para protegê-los! É muito comum vermos o pedestre atravessando a rua a poucos metros da faixa que lhe concede segurança. Jamais vou colocar em insegurança a travessia de um pedestre que esteja fora da faixa, mas sempre que existe uma condição segura não oportunizo essa travessia. Vejo nessa minha atitude o caráter de orientação das leis de trânsito. Aí temos aqueles condutores que acham que a faixa de pedestre é para ele ficar com o carro sobre ela, talvez sentindo a sensação que sendo a rua pública, ele pode fazer o que quiser. Ledo engano! Após essa crítica vamos para um elogio: normalmente, o condutor, ao avistar um pedestre na sua faixa, ele liga o “pisca alerta” e para o veículo .No frigir dos ovos, os condutores da nossa cidade, que na sua maioria são pedestres,e vice-versa, estão tendo respeito recíproco, o que é muito bom para todos. Parabéns!



Adoniro Prieto Mathias (contabilista) Londrina 


MEMÓRIA

31 de julho de 2018

Prefeito sanciona lei que restringe consumo de álcool em Londrina 



 O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, sancionou na terça-feira a lei 12.744, que proibe o consumo de bebidas alcoólicas em vias, calçadas, praças e outros locais públicos entre as 22 horas e as 8 horas da manhã do dia seguinte. Também não é permitido beber em logradouros públicos que estejam no raio de 300 metros de escolas de educação básica. O comércio e o consumo estão permitidos quando houver eventos do poder público ou realizados por particulares previamente autorizados.  Quem for pego consumindo bebidas fora do horário ou locais permitidos será autuado em R$ 500,00. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo