|
  • Bitcoin 120.337
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

MEMÓRIA

m de leitura Atualizado em 04/07/2022, 07:07

Adiamento das eleições municipais divide opiniões sobre consequências

4 de julho de 2020

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 04 de julho de 2022

.
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

O adiamento das eleições foi promulgado pelo Congresso Nacional e os eleitores agora tiveram seu compromisso de ir às urnas escolher prefeitos e vereadores postergado. Em votação em dois turnos, os deputados aprovaram a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 18/2020 enviada pelo Senado, na quarta-feira (1º), e o primeiro turno das eleições municipais de 4 de outubro será em 15 de novembro, enquanto o segundo turno, onde houver, mudou de 25 de outubro para 29 de novembro. O relator do projeto na Câmara, deputado Jhonatan de Jesus (RR), líder do Republicanos, não fez alterações ao texto do Senado, mas se sabe que a aprovação passou por um acordo com deputados dos partidos de Centro, apesar de o assunto não ser comentado publicamente. Nos bastidores, a negociação envolveu diversos partidos, excluindo o Patriota, o PL e o PSC, que já tinha maioria contrária ao adiamento do pleito.