Tibete
O governo tibetano no exílio em Dharamsala (norte da Índia) desmentiu ontem envolvimento na fuga do 17º Karmapa Lama, de 14 anos, uma das figuras de maior importância no budismo tibetano. Os dirigentes tibetanos afirmaram que toda a comunidade foi surpreendida na quarta-feira passada com a chegada a Dharamsala de Ugyen Trinley Dorje, que fugiu do mosteiro de Tsurphu, em Lhassa, capital do Tibete, e caminhou durante uma semana através do gelo do Himalaia. O porta-voz negou-se a informar se o Karmapa permaneceria exilado na Índia como o Dalai-Lama, que o jovem ‘‘Buda vivo’’ encontrou rapidamente em sua chegada. O jovem Karmapa se encontrava ontem isolado após chegar a um hotel (foto) de Mcleod Ganj, antiga guarnição britânica adjacente a Dharamsala.(AFP)