O Museu Egípcio de Berlim precisou de cem anos para descobrir, por acaso, um rolo de papiro no qual a rainha egípcia Cleópatra escreveu algumas palavras, declarou ontem o diretor da entidade, Dietrich Wildung, confirmando um artigo do jornal ‘‘B.Z.’’. Cleópatra escreveu em grego no papiro, que data de 31 anos a.C e que será colocado à apreciação do público na próxima quinta-feira. O papiro, em posse do museu há cem anos, foi encontrado por acaso, segundo o jornal. O documento foi reprozido e doado em homenagem ao descobridor belga Jean Bingen que, por curiosidade, pediu uma cópia ampliada do original e descobriu, na parte inferior do texto, a assinatura de Cleópatra. A descoberta de Bingen foi confirmada por um especialista holandês, Peter van Minnen. A frase de Cleopatra (‘‘Deve ser assim’’) seria uma ordem, segundo os especialistas, destinada a corromper um chefe do exército romano para que participe em uma batalha ao lado de seu amante, Marco Antonio, que, louco de amor pela rainha egípcia, sonhava em ampliar o império.