Cidade do Vaticano O Papa João Paulo II e o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, desejaram, ontem, uma solução para a crise com o Iraque baseada ''no respeito à legalidade internacional'' e que ''evite novos sofrimentos aos iraquianos. João Paulo II e Annan ''examinaram os diversos aspectos da situação crítica relacionada ao Iraque'' durante um encontro de meia hora, informou o porta-voz do Vaticano.''Eles destacaram o papel essencial das Nações Unidas neste momento e desejaram que possam ser encontradas ainda soluções justas e eficazes para o desafio atual'', acrescentou. O secretário-geral da ONU agradeceu ao Papa ''por seu compromisso constante em favor da paz''.