Juíza manda prender suboficiais argentinos
Nove suboficiais da reserva da Marinha argentina foram presos no sábado sob a acusação de terem roubado e vendido bebês durante a ditadura militar no país, entre 1976 e 1983. A prisão foi feita na cidade de Mar del Plata. A juíza María Sevini de Cubría tomou a decisão de ordenar a prisão dos suspeitos depois de uma denúncia do grupo Avós da Praça de Maio, que investiga o paradeiro de mais de 20 crianças nascidas em prisões clandestinas. O ex-presidente Jorge Videla e o ex-comandante da Marinha Emilio Massera já estão presos pela mesma acusação.