|
  • Bitcoin 102.839
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Mundo

m de leitura Atualizado em 13/03/2022, 16:23

Jornalista americano foi morto na Ucrânia neste domingo (13)

Brent Renaud, que era um documentarista internacional, cobriu as guerras do Iraque e do Afeganistão

PUBLICAÇÃO
domingo, 13 de março de 2022

Flávia Montovani/ Folhapress
AUTOR autor do artigo

Foto: Mike Coppola/ Getty Images/ AFP
menu flutuante

São Paulo - Documentarista e produtor de TV premiado, o americano Brent Renaud, morto nos arredores da capital da Ucrânia neste domingo (13), tinha experiência na cobertura de diversos conflitos pelo mundo.

Segundo seu perfil no Pulitzer Center, do qual foi bolsista, o jornalista de 50 anos já havia registrado as guerras do Iraque e do Afeganistão, os efeitos do terremoto do Haiti, a disputa entre cartéis de drogas no México e a revolta política no Egito, entre outras situações de risco.

Neste domingo (13), a polícia de Kiev anunciou que o americano havia sido morto em um ataque em Irpin, nos arredores da capital, região que vem sendo alvo de uma forte ofensiva russa.

Em um vídeo gravado em um hospital, o jornalista americano Juan Diego Arredondo diz que estava com Renaud na cidade de Irpin, nos arredores de Kiev, neste domingo, e que eles iriam gravar em um campo de refugiados da região. Após passarem por um posto de controle, foram atacados a tiros e Renaud foi atingido. Arredondo, que se feriu, disse que não sabia como estava o colega.

JORNALISTA PREMIADO

Brent Renaud se dividia entre Nova York e a cidade de Little Rock, no estado do Arkansas.

Ao longo de sua carreira, colaborou com veículos de comunicação como o The New York Times, a HBO, o Discovery Channel e a NBC.

Após sua morte, a polícia de Kiev divulgou que ele era correspondente do New York Times, mas uma porta-voz do meio de comunicação americano esclareceu que ele não estava na Ucrânia a serviço da empresa e que a confusão ocorreu por ter sido encontrada uma credencial antiga do jornal nos pertences dele.

Renaud costumava trabalhar com o irmão, Craig, com quem fundou a produtora cinematográfica Renaud Brothers. De acordo com a biografia no site da empresa, a dupla passou a última década "contando histórias humanas verídicas dos lugares mais perigosos do mundo", diz .

O último post da produtora no Facebook, de cinco dias atrás, traz uma foto de famílias ucranianas esperando por transporte para fugir do conflito.

Os irmãos Renaud venceram prêmios importantes como Peabody Award, IDA Award, Overseas Press Club Awards, Columbia Dupont Awards e Edward R. Murrow.

Brent Renaud, que morreu na guerra da Ucrânia, tinha experiência de cobertura em vários conflitos Brent Renaud, que morreu na guerra da Ucrânia, tinha experiência de cobertura em vários conflitos
Brent Renaud, que morreu na guerra da Ucrânia, tinha experiência de cobertura em vários conflitos |  Foto: Mike Coppola/ Getty Images/ AFP
 

...

Receba nossas notícias direto no seu celular, envie, também, suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1