Japão confirma dupla cidadania de Alberto Fujimori


Associated Press 
De Tóquio
Associated Press De Tóquio

O governo japonês constatou que o ex-presidente do Peru Alberto Fujimori tem cidadania japonesa, disse um alto funcionário do governo de Tóquio, o que permite que ele fique no país pelo tempo que desejar.
O governo japonês concluiu que Fujimori nasceu no Peru, mas foi registrado por seus pais num consulado japonês, o que o torna cidadão do Japão, revelou ontem um funcionário da Chancelaria de Tóquio.
Uma matéria publicada na edição de ontem do jornal ‘‘Yomiuri’’ também havia dito que o nome de Fujimori consta do registro oficial de sua família no Estado de Kumamoto e que o ex-chefe do Executivo peruano nunca renegou a sua cidadania.
Fujimori não pode ser extraditado se ele for declarado cidadão japonês, já que as lei de extradição japonesas não permitem a deportação dos cidadãos nativos.
A porta-voz do Ministério da Justiça do país, Hiromi Jitsukawa, disse que o governo deverá divulgar os resultados de suas apurações ‘‘dentro de alguns dias’’.
Filho de imigrantes japoneses, Fujimori está no Japão desde meados de novembro, quando renunciou ao seu terceiro mandado consecutivo como presidente do Peru.
As autoridades peruanas estão investigando as conexões de Fujimori com seu ex-assessor Vladimiro Montesinos. O Congresso peruano destituiu o ex-presidente por incapacidade moral para o cargo. Se voltar para o Peru, Fujimori poderia enfrentar um processo judicial e eventuais punições.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo