Agência Estado
De Brasília
O Itamaraty considera que a situação após a renúncia do ex-presidente Boris Yeltsin, ontem, está transcorrendo nos ‘‘parâmetros determinados pela Constituição russa’’. ‘‘De acordo com as informações que nos estão chegando da Federação Russa, inclusive de nossa embaixada em Moscou, estão se cumprindo os parâmetros determinados na Constituição russa, que incluem a assunção do primeiro-ministro Vladimir Putin e a convocação de eleições no prazo de até 90 dias’’, disse um funcionário do ministério.
Segundo o Itamaraty, o presidente Fernando Henrique Cardoso, ao tomar conhecimento da decisão do ex-presidente Yeltsin, ‘‘deseja o que de melhor houver para a pessoa do ex-presidente Yeltsin, consciente, como está, da contribuição que prestou durante sua gestão para a consolidação do processo institucional na Federação Russa, tal como estabelecido pela Constituição daquele país’’.