Associated Press
De Bagdá
Os iraquianos choraram e pediram revanche ontem depois de um ataque de morteiro letal contra um prédio residencial de Bagdá, crime atribuído ao Irã e Estados Unidos.
Enquanto multidões velavam as quatro vítimas e pediam ao presidente Saddam Hussein que revidasse, um funcionário do alto escalão do governo disse que as complicadas relações entre Irã e Estados Unidos encorajaram os ‘‘agentes persas’’ a realizar o ataque do fim da noite de anteontem contra um bloco residencial no coração da capital iraquiana. Trinta e oito pessoas ficaram feridas. Este foi o mais grave ataque ocorrido na capital iraquiana nos últimos anos.