O premier israelense, Ehud Barak (foto), enviou ontem uma mensagem ao chefe de estado egípcio, Hosni Mubarak, para lhe pedir que intervenha ante o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, com o objetivo da ‘‘volta à calma total’’, declarou o embaixador de Israel no Cairo, Zvi Mazel. Em sua mensagem, Barak ‘‘pede a Mubarak que intervenha ante Arafat para ajudar a restabelecer a calma total em Israel e nos territorios palestinos o mais rapidamente possível’’, disse Mazel à imprensa.
Ontem, entre 400 e 500 israelenses da cidade judia de Nazaré – principal localidade árabe de Israel – lançaram pedras contra casas e agrediram os habitantes de um dos bairros da cidade arábe, afirmaram testemunhas à AFP, sem mencionar o número de feridos. Em Jerusalém, Israel Lau, o grande rabino de Israel, denunciou as agressões.‘‘É inadmissível que esta gente faça justiça com as próprias mãos e moleste os árabes (israelenses)’’, declarou à rádio pública depois de que habitantes judeus de Tiberíades (Norte de Israel) colocaram fogo ontem numa mesquita abandonada.