Associated Press
De San Francisco
Um avião que havia partido de São Francisco, nos Estados Unidos, para a Coréia do Sul foi obrigado a retornar ao aeroporto, depois que um homem ameaçou a empresa, por telefone, dizendo que havia uma bomba no avião. A ameaça foi feita para que sua noiva não perdesse o vôo.
O suspeito, identificado como Flávio David Mendonza, foi preso logo depois que admitiu à polícia que havia feito a ameaça telefônica à companhia Korean Airlines, segundo autoridades locais.
Uma agente do FBI, a polícia federal norte-americana, Jenniger Burnett, disse que Mendonza tinha feito várias chamadas à companhia aérea pedindo que atrasasse o vôo para Seul, para que sua noiva pudesse completar uma conexão em Saint Louis.
Se for considerado culpado por ter fornecido informação falsa sobre uma ação terrorista, Mendonza poderá pegar até 10 anos de cadeia.