Fotojornalista do Congo, John Bompengo morre de Covid-19


SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O fotojornalista congolense John Bompengo, 52, morreu vítima do novo coronavírus no sábado (20), depois de uma semana internado.

Bompengo trabalhou por 16 anos na Associated Press (AP) fazendo a cobertura política da República Democrática do Congo.

O diretor adjunto de notícias da AP na África, Andrew Drake, relembrou Bompengo como um impressionante contador de histórias.

“Ele tinha ótimos contatos e amigos em todo o país. John estava sempre a par das coisas, rápido para chegar ao local e com um plano para obter as melhores fotos”, concluiu Andrew.



Entre seus trabalhos memoráveis, destaca-se a cobertura da eleição do Congo em 2006, a primeira com voto multipartidário no país depois de mais de 40 anos de ditadura. A eleição foi realizada nove anos após a morte do ditador Mobutu Sese Seko (1930-1997).

O fotógrafo-chefe da AP África, Jerome Delay, reconheceu o trabalho valioso de Bompengo. “John era uma agência de notícias multiforme internacional. Ele se destacava em todos os campos. Perdemos um irmão.”​



John Bompengo deixou esposa e nove filhos.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo