Estudantes protestam contra Joerg Haider
Estudantes fizeram ontem, no centro de Viena, mais uma manifestação contra a coalizão do governo da Áustria que conta com o partido ultradireitista de Joerg Haider. Entre as faixas e cartazes carregados pelos manifestantes, alguns diziam: ‘‘Fora Haider’’. Poucos dias depois que a extrema-direita chegou ao poder na Áustria, os gabinetes do governo cancelaram a assinatura da Wespennest uma prestigiada revista literária de Viena com tendências políticas de esquerda. Walter Famler, editor da publicação, não acredita que o próprio Joerg Haider tenha ordenado o cancelamento. ‘‘Algum empregado de segundo escalão decidiu que não ia pegar bem’’, disse ele, com apreensão. ‘‘Autocensura é pior e mais difícil de combater do que censura oficial’’, afirmou.