O transportador espacial americano Discovery se acoplou ontem à Estação Espacial Internacional (ISS), para continuar a construção do projeto do laboratório do século 21 que reúne 16 países, anunciou a Agência Espacial Americana (NASA). O comandante da nave, Brian Duffy, se aproximou da estação pela parte de baixo, rodeou o complexo e depois se colocou sobre ela, para descer lentamente até que os sistemas de aproximação das duas partes se acoplassem. A delicada manobra foi um ‘‘balé magnífico, lento’’, frisou um dos chefes do vôo, Jim Halsell. Os sete astronautas – seis americanos e um japonês, Koichi Wakata – têm previsto agregar dois componentes aos três módulos já instalados na estação espacial: o Z1, uma estrutura metálica como suporte de giroscópios, e um ponto de atraque (PMA) para a chegada dos transportadores. O fim da construção da ISS, o laboratório espacial do século 21, está previsto para os anos 2005 ou 2006.