Em Cárdenas (Cuba), o pai de Elian protestou. Da esq. p/ a dir.: os avós paternos de Elian, Juan Miguel Gonzáles e a avó materna do garoto cubano

Deputado convoca Elian para depor
Adiando o cumprimento de uma decisão do Serviço de Naturalização e Imigração (INS) para que o garoto cubano seja devolvido ao pai, em Cuba, até dia 14, uma comissão do Congresso americano decidiu convocar Elian González, de 6 anos, para depor em audiência prevista para 10 de fevereiro. A decisão foi recebida com festa pelos exilados cubanos em Miami e com indignação pelo pai do menino, Juan Miguel González, em Cuba. Agarrado em uma câmara de ar em alto mar, Elian foi resgatado pela Guarda Costeira em 25 de novembro. A mãe dele, divorciada do marido, figurava entre os 11 mortos no naufrágio da embarcação com a qual fugira de Cuba. O autor da citação foi o deputado republicano Dan Burton, aliado dos exilados cubanos de linha dura. A medida teve um claro objetivo: permitir aos parentes do garoto em Miami ganhar tempo. Eles apresentaram recurso perante um tribunal federal para manter a tutela de Elian.